Foto:PSOL

O vereador “cubacanadense” professor Kenny, reeleito com quase 25 mil votos em Santos, teve um final de ano tumultuado.Alvo de uma investigação do Ministério Público Federal, acusado de falsidade ideológica e uso de documentos falsos, caso sejam comprovadas as denúncias, o queridinho da população santista pode ser cassado.

Porém, como nada que esteja ruim não possa piorar, o ano de 2017 parece que vai começar agitado para o professor universitário. Mesmo que pule as sete ondas e jogue flores para Iemanjá, Kenny deve encontrar um protesto na sessão da Câmara Municipal.

O movimento “Fora Kenny”está sendo organizado nas mídias sociais e a justificativa é a seguinte :”Kenny não tem condições morais de tomar posse. É necessário irmos com cartazes e reivindicando uma atitude doa órgãos competentes a respeito desse escândalo”. A conferir.