PS de Vicente de Carvalho vive dias de hospital de guerra

​Reprodução

Que todas as cidades da Baixada Santista têm problemas com os serviços de saúde pública não há novidade nisso. Agora, quando a situação de um Pronto-Socorro  comparada à de um hospital de guerra, aí tudo fugiu do controle.

Valter Suman, apesar de ser médico e ter dado uma passada pelo PS de Vicente de Carvalho-anexo do Hospital Emílio Ribas- após sua eleição para prefeito de Guarujá, a unidade de saúde que atende boa parte da população carente de Vicente de Carvalho, mostra o caos no seu dia a dia.

O Blog Santos em Off apurou que além de viver superlotada, o PS apresenta sinais de abandono. Não tem médico para atendimento; o cheiro na unidade beira o insuportável; as pessoas são mal-atendidas na recepção, um serviço comparado ao prestado nas delegacias de polícia. O pior: se não tiver algum conhecimento lá dentro, o paciente vai ficar jogado até que alguém tenha boa vontade.

“Parece o hospital de guerra do Vietnã”, disse um rapaz que foi levar um parente pra ser atendido lá.A conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *