O risco de contratar Robinho e levar uma pedalada da Justiça

O presidente do Santos, José Carlos Peres, recém-eleito, praticamente descartou mais uma volta do atacante Robinho ao time do Santos. Depois de não renovar com o Atlético Mineiro, pois não aceitou uma redução salarial, o jogador voltou a ser especulado na Vila Belmiro para 2018.

O desinteresse pelo jogador revelado pelo Peixe deve-se ao fato que o Rei das Pedaladas foi condenado por estupro na Itália. Peres garantiu que antes de qualquer negociação, o atleta tem de resolver todas as pendências com a Justiça da Itália. O presidente ressaltou também que o perfil de Robinho não é o que a atual direção do Alvinegro pretende contar no elenco. O mandatário santista garantiu que pretende favorecer a presença feminina nos jogos do clube e trazer um atleta envolvido num caso de estupro é um tanto contraditório. Continuar lendo “O risco de contratar Robinho e levar uma pedalada da Justiça”

José Carlos Peres é o novo presidente do Santos Futebol Clube

José Carlos Peres é o novo presidente do Santos Futeol Clube. Ele venceu a eleição com 1851 e vai dirigir o clube, ao lado do vice Orlando Rollo, no triênio 2018-2020. Andres Rueda garantiu o segundo lugar, com 1661, empatado com Modesto Roma com 1.661. Nabil Khaznadar acabou em último com 495 votos.

Nascido em Monte Azul Paulista, São Paulo, em 17 de julho de 1948, foi por 36 anos um bem-sucedido executivo atuando no mercado financeiro. Ao se aposentar, resolveu unir duas paixões: sua capacidade administrativa e a eterna paixão pelo Santos Futebol Clube.

Em 2001, criou a ONG Santos Vivo, a fim de reerguer o clube nos cenários nacional e internacional, aglutinando empresários do mercado brasileiro. Foi eleito conselheiro do Santos FC nos biênios 2000/2001, 2004/2005, 2006/2007 e 2008/2009.

Em 2000, como conselheiro do Santos FC, ergueu corajosamente uma bandeira, criando e liderando um projeto pela unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959. Lutou por cerca de dez anos consecutivos, sem nenhuma ajuda financeira, conseguindo adesão formal de Santos, Palmeiras, Fluminense, Botafogo, Cruzeiro e Bahia, todos campeões nacionais com títulos conquistados de 1959 a 1970. Ao final de 2008, trouxe para o projeto o brilhante jornalista Odir Cunha para compor o importante trabalho de pesquisa, mesmo ano em que recebeu apoio de Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé. Em seguida, o Dr. João Havelange também cerrou fileiras em torno do projeto. Finalmente, em 10 de novembro de 2010, conseguiu entregar o dossiê e um vídeo contendo preciosos depoimentos a favor da causa ao presidente da CBF. Em 15 de dezembro de 2010, recebeu a comunicação do Dr. Ricardo Terra Teixeira afirmando que o projeto estava aprovado pelos vários departamentos da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), portanto estava decidido a atender ao pleito.

A cerimônia de oficialização ocorreu no Itanhangá Golf Club em 22 de dezembro de 2010, com a presença da imprensa e das autoridades convidadas, em especial Pelé, representando todos os atletas da época. Finalmente, o sonho transformou-se em realidade e os 6 títulos brasileiros do Santos FC no período, por cerca de 30 anos injustamente desprezados pela CBD / CBF, foram oficializados.

Criou a subsede do Santos FC na capital, exercendo a função de superintendente do clube de 2004 a 2010.

Foi também diretor da Federação Paulista de Futebol de 2005 a 2010.

Em 2006, trouxe para o Santos uma jóia rara ainda com 9 anos de idade, o craque Gabriel (Gabigol), hoje com multa estimada em 50 milhões de euros, sem nenhum custo ao clube.

De uma iniciativa sua surgiu a empresa G4 Aliança Paulista, que reúne os quatro maiores times do Estado: Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians, que trouxe muitas vantagens aos clubes, como, por exemplo, os contratos de patrocínio com Coca-Cola e Brahma, entre outros.

Candidatos explicam seus votos na eleição deste sábado

O Blog Santos Em Off encerra, neste sábado, 9 de dezembro, dia das eleições no Peixe, as entrevistas com os quatro candidatos a presidente do Santos Futebol Clube. Durante oito dias foram publicadas perguntas e as respostas de cada um deles. Os temas abordados foram: futebol profissional; categorias de base; marketing, administração e finanças, patrimônio, estádio e jogos; relacionamento e marca; sócios. A última questão é sobre o próprio candidato. O Blog espera ter contribuído de alguma forma e ajudado aos leitores a definir seus votos. Acompanhe durante todo este sábado, a cobertura da votação e o anúncio do vencedor.

Chapa 1- “Movimento Somos Todos Santos”, que traz José Carlos Peres, presidente e Orlando Rollo, vice.

Chapa 2- “O Santos Que Queremos”, que tem Nabil Khaznadar, presidente e Fábio Pierry, vice.

Chapa 3- “Santástica União”, com Andres Rueda, presidente, e José Renato Quaresma, vice.

Chapa 4-“Santos Gigante”, com Modesto Roma Júnior para presidente e César Conforti, vice.

José Carlos Peres- Chapa 1

Por que o senhor vota em José Carlos Peres para presidente?

Porque estou preparado para liderar a mudança que este clube precisa. Venho me preparando há praticamente 20 anos desde a fundação da ONG Santos Vivo com uma extensa folha de serviços prestados. Minha experiência, tanto no Santos, quanto na vida profissional, me convence de que podemos construir um clube menos dividido, um clube com menos ódio e mais união. Somos todos Santos.

Nabil Khaznadar- Chapa 2

Por que o senhor vota em Nabil Khaznadar para presidente?

Tenho uma carreira bem-sucedida no segmento têxtil. Sou empresário há 40 anos. Trouxe para o Brasil grandes marcas como Hugo Boss, Ralph Lauren, Adidas Original, Lacoste e Original Penguin. Tenho preparo para gerir um clube do tamanho e grandeza do Santos. Conto também com um time de notáveis para me auxiliar na missão. Além do Amir Somoggi, já citado, terei também o apoio do Celso Loducca, grande e premiado publicitário; do empresário Walter Schalka, que será um dos nomes do Comitê Gestor e do ex-secretário municipal de esportes de São Paulo e vereador, Celso Jatene. Por último quero ressaltar que somos a única e verdadeira oposição na eleição do clube. Nunca tive cargo remunerado e os conselheiros eleitos na minha chapa não trabalharão na minha gestão.

Andres Rueda- Chapa 3

Por que o senhor vota em  Andres Rueda para presidente?

As propostas podem ser parecidas, mas o importante é quem vai executá-las. É ter seriedade nesse momento, saber que tem um propósito acima de nós: o Santos. Quem votar em mim estará votando em uma pessoa comprometida no que faz com muita responsabilidade. Isso eu já demonstrei na minha vida profissional. Se queremos realmente profissionalizar o clube, devemos começar pelo maior cargo no clube. Escolher o presidente que tenha maior qualificação para tanto e juntar isso os três grandes pilares que qualquer postulante ao cargo deve ter: honestidade, competência e credibilidade.

Modesto Roma Júnior- Chapa 4

Por que o senhor vota em Modesto Roma Júnior para presidente?

Para ser um bom presidente não adianta apenas nascer e morrer Santos. É preciso viver o clube. E eu acho que isso é o que falta nos outros candidatos. Eu conheço o clube, conheço o mercado do futebol e isso é essencial. Já tivemos um mau exemplo do que pode acontecer quando pessoas despreparadas assumem essa responsabilidade. Nossa administração reergueu o Santos. Agora, temos de avançar e não recuar. Vamos buscar o trimundial e o estádio multiuso essenciais para o Santos seguir gigante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acompanhe o debate com os candidatos a presidente do Santos FC

21horas – Os candidatos a presidente do Santos Futebol Clube começam a chegar à Santa Cecília TV para o debate das 22 horas.

Nabil Khaznadar, Andres Rueda e José Carlos Peres já estão a postos. Modesto Roma Júnior ainda é aguardado;

21h07- O candidato Modesto Roma chega aos estúdios da Santa Cecília TV.

21h09- O debate não começou, mas o candidato Nabil Khaznadar protestou em redes sociais contra a escolha dos jornalistas que farão perguntas aos candidatos. Ele garantiu que dependendo do jornalista escolhido para fazer uma pergunta a ele, em sinal de protesto, não vai responder.

21h14- Os jornalistas que farão perguntas aos candidatos são:

Ted Sartori; Lucas Musetti; Vitor Anjos, Samir Carvalho; Orion Pires e Rodrigo Martins.

21h31- Três candidatos de oposição aguardam o início do debate.

21h45- Família Teixeira, o apresentador Irineu Alves e todos os candidatos a presidente do Peixe.

21h53- Andres Rueda e Nabil Khaznadar já estão em seus lugares para o debate.

 

21h59 Do outro lado, Modesto Roma Júnior e José Carlos Peres.

22h02- Começa o debate. Irineu Alves apresenta os candidatos e as chapas concorrentes

22h03- Sorteio do candidato vai fazer suas considerações iniciais. Nabil foi sorteado. 2 minutos.

22h04- Nabil fala em planejamento e definir um técnico para 2018. Ele se apresenta. Tem 57 anos, casado e duas filhas. “Dê a chance para o Santos Que Queremos”, diz.

22h05- Nabil fala em levantar o gigante (Santos) que está adormecido. Diz que foi da Torcida Jovem.

22h07- José Carlos Peres se apresenta e diz que ficou em segundo na última eleição. ” O Santos pede socorro”. Diz que quer acabar com as notícias ruins no clube. Ressalta que sua chapa é de coalização. “Vou indicar um integrante de cada chapa para o Comitê de Gestão se eu for eleito”.

22h09- Andres Rueda fala agora. Casado, 61 anos. Empresário do ramo de tecnologia. “O sócio é o verdadeiro dono do clube”. Falou em resgatar a relação do sócio com o clube.

22h11- Fala Modesto Roma. Cumprimenta todos os candidatos. Fala que o clube foi o primeiro a ter eleição direta para presidente de clube. “O sonho de todo santista é ter um Santos forte e vibrante”. Ele lembra que o clube ganhou dois títulos paulistas, vice da Copa do Brasil e é segundo no Brasileirão. ” Vamos restaurar nossa casa”.

22h16=- Candidato pergunta para candidato. Réplica e tréplica. Nabil para Roma

22h16- Pergunta sobre a dívida do clube e sobre a base. “O que pensa para o futuro do clube?

22h17= Modesto diz que Nabil não fala a verdade e não conhece a realidade do clube. Fala das dívidas herdadas de Odílio Rodrigues, apoiado por Nabil à época.  Citou que o clube na gestão de Odílio vendeu vários jogadores.

22h18= Nabil fala que Modesto mente. Diz que não foi a favor de venda de jogadores e que isso à época não era permitido, no fim da gestão.

22h19- Roma diz que tem um parecer sem ressalvas sobre as contas do clube.

22h21- Pau quebra entre Nabil e Roma. Roma consegue um direito de resposta por ter sido interrompido por Roma.

22h22- Roma pergunta para Peres. Negociações de direito de TV foram feitas por Peres em 2010. ” Como foram as negociações com as emissoras de TV?

22h23- Peres diz que a negociação foi feita pelo G4 e obteve êxito e trouxe R$ 10 milhões ao clube. A FPF não esteve envolvida que ficou com uma comissão.

22h25- Roma diz que o presidente da FPF, em 2015, manda carta dizendo que Peres teve passagem inexpressiva pela FPF e que teria pedido comissão na negociação.

22h26- Peres diz que o G4 criou uma indisposição nesta questão.

22h26- Rueda pergunta para Nabil. Fala sobre custo de campanha. ” Chegou a ter propostas de empresários investir na campanha e negamos. Qual sua opinião sobre isso?

22h27- Nabil diz que avisaram aos sócios e vão esclarecer tudo e farão uma Portal de Transparência se forem eleitos. ” Queremos tudo transparente. Nossa chapa para o Conselho não terá ninguém empregado no clube”.

22h29- “Existe almoço grátis?” . Nabil diz que não pode existir apoio de empresário.

22h30- Peres pergunta para Rueda. “O que você viu no Comitê de Gestão?

22h31- Rueda ficou oito meses no clube. Pediu a demissão de dois funcionários e a gota d´água foi a venda de Geuvânio.

22h32- Peres falou do CG e anunciou os componentes para o Comitê de Gestão. Para atuar com ata, Portal de Transparência. Quatro vagas para as outas chapas. “O Santos precisa de menos ódio e mais gestão “.

22h34- Fim do segundo bloco. No terceiro, jornalistas fazem perguntas para os candidatos a vice (Orlando Rollo, Fábio Piery, José Renato Quaresma e Cesar Conforti).

22h40- Perguntas para os  candidatos a vice-presidente

Primeira pergunta do jornalista Samir Carvalho pergunta para Cesar Conforti.

“O Peres participou da gestão Modesto. Foi uma contratação política?

Conforti responde que foi dada uma condição politica ao Peres e o resultado não foi bom.

Orlando Rollo comenta. O presidente da FPF disse que eu (Rollo) fosse 1% que foi Peres seria ótimo.

22h42- Lucas Musetti pergunta para Quaresma. “Você era muito atuante no CG. Qual foi a motivação pra sair?

“Várias. Queríamos administrar com discernimento, linhas de conduta. Foi tumultuando. Contratação colocadas à mesa. Sem discussão. Saída culminou com a contratação de um treinador.  Pedi para ser demitido”.

Conforti comentou que a história foi um pouco diferente. Disse que Quaresma participou da contratação.

Orion Pires pergunta para Rollo. Perguntou sobre união das chapas. “Fizemos um grande esforço para isso. “Tentamos trazer as outras chapas. Chamamos Rueda e Nabil. Só não queríamos  pessoas ligadas a Odílio Rodrigues. Todos foram convidados. Precisamos unir o Santos”.

Fábio Pierry comentou. ” A chapa era do Laor e Odílio. A Chapa Santos que Queremos é a única oposição”. Piery é interrompido e pede seu tempo de volta. Ele diz que ele e Nabil não recebem salários do Santos.

Ted Sartori pergunta a Pierry sobre o Pacaembu. ” Nós tivemos um encontro com o secretário e o presidente da SPTrans. Existe uma liminar proibindo shows. Essa licitação quer show e a associação não quer. Estamos alinhavando o aluguel por três anos. Vamos mandar jogos aqui e em São Paulo”.

22h53- Quaresma concorda com Pierry, mas teme o pagamento do aluguel e mais uma despesa. “Precisamos medir a capacidade financeira do clube”.

No quarto bloco, os candidatos a presidente respondem perguntas dos jornalistas.

22h57- O jornalista Rodrigo Martins pergunta para Modesto Roma. Ele pergunta sobre o mando de campo e nova arena.

Modesto Roma diz que a Vila Belmiro é um território sagrado. “Na nossa gestão, 17% dos mandos foram no Pacaembu. Pagamos R$ 100 mil para jogar lá. Temos algumas limitações para atuar lá. A renda dos jogos não é preponderante. Temos projetos para um novo estádio e duas áreas que estamos estudando. Porém, a Vila é nossa casa”.

Rueda fala que o clube não tem condições de ter uma arena. “Houve um investidor que faria uma arena, mas o santos ficaria com 40% depois de 20 anos”.

Vitor Anjos pergunta Rueda sobre o empréstimo feito para pagar o Lucas Lima. Questiona se se arrependeu disso. Ele disse que fez um empréstimo e o dinheiro depositado na conta do Internacional. “Emprestei sem juros e foi tudo pago”.

Roma confirmou que houve o empréstimo e fez uma trabalho em prol do Santos FC.

23h07- Ted Sartori pergunta sobre participação de Peres na administração Modesto Roma. ” Sempre falei de gestão compartilhada. Fui convidado pelo Marcelo Teixeira. Nunca pedi emprego. Houve um contrato com a China e não tive estrutura. Em janeiro, ele saiu candidato e eu me afastei”.

Nabil Khaznadar citou que Marcelo Teixeira é quem manda no Santos FC. Disse também que Peres trabalhou em todas as gestões.

23h09- Musetti pergunta sobre o paradeiro de Odílio Rodrigues a Nabil. Ele diz que era conselheiro de Laor, Teixeira, Samir, e Miguel Assad. “Se vocês não encontram o Odílio, muito menos eu”.

23h11- Peres pergunta por que Nabil rejeita o nome de Odílio Rodrigues. ” Fui indicado pelo Marcelo. Tenho orgulho disso. Ao contrário de você que rejeita seu chefe. Odílio”.

Quinto bloco do debate. Candidato pergunta para candidato.

23h17 Peres pergunta para Roma por que a dívida não para de crescer?

23h20 – Roma nega o crescimento da dívida  e diz que Peres não conhece as contas do clube. “Não estou faltando com a verdade”.

Roma diz que Peres mente e cita o relatório do Conselho Fiscal mostrando a mentira. “Temos uma gestão séria, não mentirosa”.

23h21- Rueda pergunta para Peres sobre a Base do clube. Ele citou um escândalo de corrupção na base.

23h23- Peres diz que não sabia do caso e promete uma reformulação completa no setor se for eleito. Citou que o clube perdeu a vez para um time da Capital.

23h24- Citou que superávit dito por Roma e lembrou que nesta segunda foi divulgado que Ricardo Oliveira está há quatro meses sem receber Direitos de Imagem.

23h25- Peres diz que tem a mesma informação e cita que jogador que não recebe não joga.

23h26- Roma pergunta para Nabil. Ele fala que Nabil sempre defendeu a gestão de Odílio. “Você disse que pediu pra tirar a venda de jogadores próximo da eleição. Mas se o Conselho permitir pode sim”.

23h28- “Vocês querem trazer todo o prejuízo para nossa chapa”, diz Nabil

23h29- “O senhor quer confundir o sócio”, afirma Nabil.

23h30 – Nabil pergunta para Andres Rueda sobre o Comitê de Gestão. ” O que pretende mudar”. Rueda diz que as atas na administração Odílio sumiram. ” Os votos precisam ser divulgados. Impera o presidencialismo no clube. A sociedade mudou. Uma só pessoa não pode pensar tudo”.

23h32- Nabil fala que o Comitê de Gestão precisa ser transparente.

23h34- Rueda destaca que o estatuto precisa ser cumprido.

Sexto bloco: considerações finais dos candidatos

Modesto Roma

“Quero agradecer a imensa audiência. Lembrando que temos todas as atas. Precisamos mais três anos nesta gestão. Um Santos Gigante e que renovem essa confiança. Não podemos ter novas aventuras como anteriormente. Não adianta vir com falácias, porque temos responsabilidade. Não quero ver mais funcionário chorando, como vi, quando assumi.

Andres Rueda

“Não fosse pela minha presença pensariam que é uma reprise de 2014. Não muda nada. Cada três anos a dívida aumenta, não ganhamos nada. Ninguém falou do Sócio-Rei. Os sócios sabem o que o clube precisa. Ninguém executa nada. Quem pode mudar é você, sócio. Alguma coisa precisa ser feita”

José Carlos Peres

“Estou preparado para assumir o clube e unir todos. Nós propomos um Santos só. Não terei empresário de estimação. Base forte, clube unido. Jogando em São Paulo e Santos. Eu amo esse clube e sou o único que pode unir so grupos. O Santos precisa ter reputação. Um setor que cuide da sua imagem”.

Nabil Khaznadar

“Agradecer a todos. Entrem no nosso site e leiam os 12 princípios. Teremos um grupo de notáveis. Somos a única e verdadeira oposição. Vamos assumir o Pacaembu. Dois clássicos pagam o aluguel. Vamos tirar a dormência no clube. Compareça e não deixe de votar”.

Fim do debate.

Debate entre candidatos a presidente do Peixe terá perguntas para vice também

A Santa Cecília TV realiza nesta segunda-feira, dia 27, às 22 horas o primeiro debate entre os candidatos à presidência do Santos Futebol Clube. O encontro vai reunir as quatro chapas que disputam a preferência dos associados. A mediação será do jornalista Irineu Alves, com direção jurídica do advogado Marcelo Henrique Veronez. Este é o primeiro dos dois encontros que o Sistema Santa Cecília vai promover até o dia das eleições. O Blog Santos Em Off vai acompanhar o debate ao vivo.

O segundo será dia 7 de dezembro, dois dias antes do pleito, no mesmo horário e dentro do mesmo formato.

O debate terá seis blocos e duração total de uma hora e meia, na qual cada candidato terá oportunidade de apresentar suas propostas e projetos para o triênio 2018-2020 do Santos Futebol Clube. Um dos blocos será de perguntas para os candidatos a vice das quatro chapas.

As chapas que concorrem são:

1- “Movimento Somos Todos Santos”, que traz José Carlos Peres, presidente e Orlando Rollo, vice.
2- “O Santos Que Queremos”, que tem Nabil Khaznadar,presidente e Fábio Pierry, vice.
3- “Santástica União”, com Andres Rueda, presidente, e José Renato Quaresma, vice.
4-“Santos Gigante”, com Modesto Roma Júnior candidato a presidente e César Conforti, vice.

Como foi a preparação dos candidatos:

Chapa 1- José Carlos Peres passou o dia estudando seu plano de governo e conversando com assessores e companheiros de campanha.

Chapa 2- Nabil Khaznadar passou a tarde na Capital reunido com sua assessoria fazendo ajustes finais para o debate.

Chapa 3- Andres Rueda reuniu-se com integrantes da Santástica União para discutir os principais temas e propostas da sua campanha. Conversou com associados por telefone.

Chapa 4- Modesto Roma passou o dia se preparando para o debate e repassando os pontos das suas propostas com os coordenadores de campanha.

A Santa Cecília TV pode ser sintonizada na Baixada Santista-SP pelos canais 52.1 digital, 52 UHF, 13 Net, 352 GVT, 10 Vivo Fibra e no mundo todo pelowww.santaportal.com.br.

A conferir.