“Somente a moda já acordou, o restante ignora totalmente a população gorda”, diz Flávia Durante, criadora da Feira Pop Plus

A jornalista Flávia Durante é a criadora do Pop Plus, uma das maiores feiras de moda plus size do Brasil, que acontece neste fim de semana (9 e 10 de dezembro) na Capital, no Club Homs (Av. Paulista, 735 – a 200m do Metrô Brigadeiro), das 12h às 20h, com entrada gratuita. Ela conversou com o Santos Em Off sobre o mercado plus size, tendências e futuro e os cinco anos do evento.

Flávia, fale um pouco sobre o crescimento do mercado Plus Size no Brasil?

Roupa para pessoas gordas até já existia. O que não existia era a moda. Aquela com estilo e tendências atuais, que vemos para pessoas magras nos shoppings e lojas. A internet facilitou que consumidoras insatisfeitas se mobilizassem e começassem a pressionar as marcas para que aumentassem a grade de suas coleções. E algumas mulheres gordas, cansadas de não encontrarem moda de acordo com a sua personalidade, começaram a tomar frente disso, e abrirem suas próprias marcas e criarem os seus próprios eventos. O que foi o meu caso. Eu sou jornalista, formada pela UniSantos, trabalhei a vida toda em redação e assessoria de imprensa, e cansada de não encontrar uma moda plus size com a qual eu me identificasse criei o Pop Plus em dezembro de 2012. Na ocasião revendia biquínis GG nas horas extras e reuni meia dúzia de marcas de amigas em um pequeno galpão no Bixiga. E hoje, 5 anos depois, reunimos em média 50 marcas por edição atraindo um público de cerca de 10 mil pessoas a cada feira.

Nos cinco anos da feira, você deve ter conhecido muita gente que se assumiu gordinho e é muito feliz hoje?

Com certeza! O que incentivamos com esse movimento é o bem-estar, a autonomia, o amor próprio e, acima de tudo, o respeito às diferenças. Muitas mulheres e homens por serem ou estarem gordos acreditam que não são dignos de se vestirem bem, de serem amados, se não se sentirem belos, de conseguirem um bom emprego, de serem bem tratados no médico. Pois a mídia e a sociedade mostram o tempo todo o gordo como doente, preguiçoso, feio e incapaz. Mostram a obesidade como o “mal do século” mas a pressão estética acaba sendo extremamente prejudicial à saúde física e mental. Recentemente o mundo ficou chocado com o caso da menina irlandesa de 11 anos que tirou a própria vida por não estar feliz com o próprio corpo. E infelizmente em minhas palestras e debates recebo relatos similares de meninas cada vez mais novas. É alarmante! A autoestima deve ser estimulada desde cedo pelas famílias. Não estamos incentivando o sedentarismo ou as pessoas a comerem até morrer mas sim o respeito pelas diferentes formas de corpos existentes. Ninguém precisa se esconder, ser xingado ou maltratado por ninguém por não estar em um padrão considerado ideal.

Dá para estimar quanto esse mercado movimento no Brasil ou em São Paulo hoje?

Dados

As pessoas “acima do peso” no Brasil já são maioria sim. Segundo dados de 2015 do IBGE, quase 60% da população brasileira. No entanto, apenas 17,5% do varejo no Brasil vende roupas grandes, sendo que somente 3,5% das lojas são especializadas em moda plus size (Fonte: Sebrae)

Mercado

* Segundo dados de 2015 do IBGE, quase 60% da população brasileira está acima do peso. Dados exatos = 56,9 %

* Segundo dados de 2015 da Abravest (Associação Brasileira do Vestuário), o mercado da moda plus size movimenta anualmente cerca de R$ 4,5 bilhões no país, representando 5% do faturamento total do setor de vestuário, que ultrapassa R$ 90 bilhões.

* Mercado de moda plus size aumentou 6% em 2016 no Brasil. As estimativas de crescimento de 2017 são de 8,2%.
Fonte: IEMI – Inteligência de Mercado

* Apenas 17,5% do varejo no Brasil vende roupas grandes, sendo que somente 3,5% das lojas são especializadas em moda plus size
Fonte: Sebrae

* Google Adwords diz que busca pelo termo “plus size” cresceu quase 20 vezes nos últimos 5 anos no Brasil

Pop Plus

* 6 expositores na primeira edição, em dezembro de 2012
* 50 expositores de moda e acessórios na 19ª edição, em dezembro de 2017
* mais de 200 expositores cadastrados no mailing, em lista de espera
* cerca de 44 mil pessoas já passaram pelas 18 edições (até setembro de 2017)

 

As estampas e modelos de roupas hoje só se diferenciam mesmo pelo tamanho? A moda está mais democrática?

Ao contrário do que se pensa, para se fazer moda plus size não basta apenas aumentar o tamanho das roupas. O corpo gordo tem suas especificidades como a questão do cós, parte interna das coxas e dos braços, que precisa ser mais reforçada. Mas em termos de estampas, cores e modelos queremos exatamente a mesma coisa que a moda regular: roupas justas, blusas curtas, brilhos, cores, estampas, transparências. Quem decide o que fica bom ou não é a própria pessoa. O “certo” ou “errado” é um conceito ultrapassado na moda de hoje.

Qual é o seu sonho como empreendedora Plus Size?

Que daqui a alguns anos não seja mais necessário o termo moda plus size e que em todas as lojas quem vista do 34 ao 60 seja atendido da mesma forma com o mesmo tipo de roupa.

Fora a moda, quais setores você acha que já acordaram para esse grande público e quais ainda acha que não se tocaram da importância disso?

Somente a moda já acordou, o restante ignora totalmente a população gorda, embora ela já seja uma boa parte da população mundial. Ainda não existem calçados específicos para pés gordos. Móveis, roupas de cama e banho, indústria automobilística, transporte coletivo, equipamento médico. Quem pesa acima de 120kg não raramente tem dificuldade de encontrar equipamentos de ressonância magnética. Ou é obrigado a se pesar em hípicas e veterinárias. Isso é altamente desumanizador. As pessoas costumam dizer “ué, é só emagrecer!”, como se fosse um passe de mágica e sem levar em consideração as características ou desejos de cada pessoa.

 

Feira Pop Plus

O evento promete apresentar as tendências do segmento para o verão, além de oferecer aos visitantes a possibilidade de saírem de lá com um look maravilhoso para as festas de final de ano e muitos presentes de Natal para seus amigos e familiares queridos.

A feira, que dessa vez estará assoprando velinhas, tem muito para comemorar. Se em dezembro de 2012, quando começou, eram oito marcas, e cerca de 120 visitantes, em dezembro, ao completar 5 anos de muito sucesso, conta com 50 marcas expositoras de moda feminina e masculina, incluindo praia, íntima e fitness, calçados e acessórios (bolsas, cintos, bijuterias) e espera receber 12 mil pessoas (20% a mais que a última edição, em setembro/17). Vale ressaltar que na Pop Plus é possível encontrar moda plus size de fato: do 46 ao 66 no feminino e até o 78 no masculino.

Nessa edição de aniversário, a organização privilegiou as marcas que já estão no evento há bastante tempo, e abriu espaço só para uma estreante: Taty Tá Lokaa, fabricante de leggings descoladas.

Para completar, atrações diversas serão oferecidas ao público, como aulas de yoga e shows. As atrações serão divulgadas no site www.popplus.com.br. Além disso, o Pop Plus contará com praça de alimentação para que ninguém precise sair do local e aproveite o evento ao máximo.

MODA FEMININA: Ackon Wear, Asobi Mode Japan, Assens, Atelier Cretismo, Attribute Jeans, Belle Rose Plus Size, Carol Zacarias PlusSize, Clamarroca Plus, Chica Bolacha, Creare, FALA, Flaminga, Gracia Alonso, LAB, Lambuzada, Lólla Rio, Lu Carmell, Madee Moda Plus, Madeleines, Maria Abacaxita, Melinde, NaBeca Tamanhos Reais, Nina Vazquez Moda e Estilo, Psil Plus Size, Rainha Nagô, Rouge Marie Plus Size, Scarlets, Taty Tá Lokaa, Titha Plus Size, True E-motion, Vestgrande, Vintage&Cats, We Love Atelier, Zuya.

MODA MASCULINA: Ackon Men’s Wear, Afro Style, Chico, LAB, Lambuzada, Vestgrande.

CALÇADOS E ACESSÓRIOS: Clube da Meia Calça, Fofura Plus, Mary Help, Paula Ribeiro Bolsas, Sandalú Sapatilhas.

MODA PRAIA/FITNESS: Bambina Beachwear, Cor de Jambo Moda Praia, Wonder Size.

LINGERIE/DORMIR: Basic 4 Curves, Cuecas Santo Homem, For All Types, GG.rie, JM Pijamas, Morisco Lingerie

GASTRONOMIA: Cupcake Ito, Mapuche Empanadas, Le Velmont Crepes

Serviço – entrada grátis
19º Pop Plus – www.popplus.com.br
Data: 09 e 10 de dezembro (sábado e domingo)
Horário: das 12h às 20h
Local: Club Homs
Endereço: Avenida Paulista, 735 – Jardim Paulista – São Paulo/SP (próximo ao Metrô Brigadeiro)

A conferir.