Bonavides confirma data de eleição e acredita em apenas três chapas- “Nos Bastidores do Santos FC”

Confirmou

O presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Fernando Galotti Bonavides, confirmou que as eleições no clube acontecem no dia 9 de dezembro em dois locais: Vila Belmiro e sede da Federação Paulista de Futebol. Ele garantiu que não haverá votação na subsede da Capital, pois não existe espaço suficiente no local.

Quase 28 mil sócios

Bonavides informou que o Peixe tem hoje 27.928 sócios, mas apenas 9.324 aptos a votar. “Não é um número final, pois oscila muito muito. Você tem 300 a 500 pessoas que pagam seus débitos, mas existe um outro tanto que deixa de pagar. Creio que podemos ter uns 8 mil aptos no dia da eleição”.

No papel

O presidente do Conselho disse que a votação será em cédula de papel e que a utilização de urna eletrônica foi totalmente rechaçada por ele e pela mesa diretora do Conselho. O motivo, segundo ele, é a segurança do processo. Bonavides só acha possível uma eleição com urna eletrônica daqui a uns dez anos.

Domicílio eleitoral

Bonavides esclareceu que o sócio pode pedir a mudança do domicílio eleitoral e que isso é estatutário. O interessado precisa dar entrada com um requerimento no clube.

Mudança de ares

Ele lembrou que o clube e o ambiente político estão mais maduros. “Na eleição anterior, a situação era complicada em termos financeiros, os ânimos acirrados e muita preocupação das correntes politicas com o clube. Este ano, vejo mais tranquilidade, pois o cenário é bem positivo. Dá para apresentar de uma maneira mais positiva a plataforma de cada chapa e as propostas. O ambiente não me parece de “uns contra outros ou eles contra nós”.

Três chapas

Ele não vê mais do que três chapas concorrentes na próxima eleição. Bonavides não crê que existam mais correntes aptas a entrar na briga e não vê um ambiente hostil entre os concorrentes. Ele aposta que todos que estão na disputa têm conhecimento profundo sobre o Santos FC.

Quem pode ser candidato?

Para ser candidato é necessário ter cinco anos de filiação ao clube. Para Bonavides, é preciso conhecimento e vivenciar o clube

Decisão no prato

Na última semana aconteceu o almoço da paz entre Modesto Roma Júnior e Marcelo Teixeira. Ambos vão caminhar juntos até o dia 9 de dezembro. Nada de novidade, já que Teixeira quem inventou Modesto candidato em 2014. O anúncio desse elo, porém, não será já!

À espera

A tática de Teixeira é conhecida. Enrolar até o último minuto e aparecer como peça decisiva do pleito em favor de Roma. Foi assim desde sua eleição em 1999. Sempre se posicionando na última hora. Em 2009, a tática falhou e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro e Odílio Rodrigues o desbancaram da Vila. Apesar desse percalço, a tática de Teixeira está em andamento.

Perdidos

Com o acerto entre Marcelo Teixeira e Modesto Roma Júnior, como fica o grupo DNA Santista, que pediu a candidatura de Teixeira em live na última segunda-feira (18)? Vai pedir para voltar à Santastica União ou terá “gente” pra montar uma chapa?

Lotou

O lançamento da Chapa Somos Todos Santos, com José Carlos Peres presidente e Orlando Rollo vice, no Museu do Futebol, foi um sucesso de público. Muita gente mostrando que Peres, ao contrário do que imagina, está bem vivo.

Peres me superou

Quem roubou a cena no evento foi Orlando Rollo. Prometeu solucionar a segurança do voto a distância para o pleito de 2020, e disse que em 2014 era sim o candidato melhor preparado: “Agora, em 2017 fui atropelado pelo Peres. Ele melhorou muito. Eu era melhor em 2014. Agora é ele sem dúvida”, disse no evento.

Paz & Amor

Peres devolveu o afago dizendo que seu vice não arruma mais confusão. “Ele é o Orlandinho Paz e Amor”, em deferência ao apelido carinhoso do ex-presidente Lula em seu tempo no poder.

Na estica

O terno e gravata de Rollo no evento foi observado por um atento personagem da política santista que intitulou o manequim  como “New Engomadinho”.

Novo site?

Um empresário de São Paulo chamado Paulo, que se diz conselheiro do Santos FC, está sondando jornalistas santistas para atuarem em um portal sobre o clube que será lançado neste mês.  Bom repórter desempregado está cheio.

Novo apoio

A Resgate Santista acertou seu apoio à Santástica União, de Rueda e Quaresma. Esse é 18o grupo que engrossa a coligação que pretende vencer as próximas eleições. 

Festança

A Santástica União, chapa de Andres Rueda (presidente) e José Renato Quaresma (vice), dois ex-gestores da Gestão Modesto Roma Júnior, abriu seu comitê na última quarta-feira (20). O evento começou horas antes da derrota para o Barcelona do Equador na Vila e seguiu até horas pós-jogo. Foram distribuídas mais de 250 camisas.

Gastando

A inauguração mostrou a força do Movimento Santástica União. Uma casa de dois andares no Canal 1, com letreiros modernos e muitos recursos investidos dentro.

Frente Santos 2.1

Nabil Khaznadar confirmou para a coluna que o grupo da Capital vai lançar uma candidatura própria para as próximas eleições. Não revelou quem serão os cabeças da chapa, mas garantiu que serão pessoas comprometidas com os 12 princípios que norteiam o grupo e que estão no site: www.santos21.com.br.

Dia 28

Na próxima quinta-feira, acontece reunião do Conselheiro Deliberativo do Santos FC, às 20 horas. Será apresentado pelo Conselho Fiscal o Relatório Contábil Administrativo, ou seja as contas do clube, referentes ao segundo trimestre de 2017.

A conferir.

 

 

Vem aí ” Nos Bastidores do Santos FC”, no Blog Santos Em Off

Quem me conhece um pouco sabe que, desde 1993, acompanho o Santos Futebol Clube. Muito tempo, estive na função de setorista e, nos últimos anos, atuando num site local, na função de editor, estive ligado aos assuntos do Peixe.
Em 2014, nos meses anteriores aos da eleição para presidente, lancei a coluna “Nos Bastidores do Santos”. Diariamente, publiquei detalhes sobre a corrida presidencial que terminou com a vitória de Modesto Roma.
Bem, agora, vou voltar com a coluna e, em breve, começo a publicar no meu Blog. Até o dia da eleição e a escolha do presidente para o triênio 2018 a 2020, pretendo publicar informações que possam ajudar a definir o futuro do Alvinegro.
Faltando um pouco mais de cinco meses para a eleição, alguns grupos já começam a se articular. O Santos FC está envolvido em três competições (Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão) e os resultados do time já andam servindo como motivo para criticar a atual diretoria.
Foto: Reprodução
Algumas ideias já começam a estourar nas telas do computadores. Umas lembram a administração Luis Alvaro Ribeiro,  o Laor, que começou com ares de modernidade e terminou num absoluto caos, com reflexos sentidos até hoje pela administração Modesto Roma.
A famosa transformação do clube em empresa ainda não tem um exemplo que justifique tal atitude, pelo menos, no Brasil. A questão primordial é que mesmo celebrando contratos milionários e envolvendo quantias astronômicas de dinheiro, os clubes brasileiros têm um formato jurídico que não permite acesso a lucro. Ou seja, não há possibilidade de distribuição de dividendos aos associados, pois esse dinheiro tem de ser reinvestido na estrutura do clube. Isso inviabiliza que grandes investidores coloquem dinheiro visando um ganho a médio e longo prazos.
Bom, isso é só o começo. A conferir.
 

Uma cabeça na guilhotina

Até o final de semana, fortes emoções podem acontecer pelos lados da Companhia Docas do Estado de São Paulo-Codesp.

Mudanças na atual diretoria não estão descartadas.

Calma: o presidente Alex Oliva parece que está forte no cargo.

Agora pelo menos um integrante da diretoria não deverá saborear castanhas portuguesas no Natal em Santos ou mesmo curtir a passagem de ano na Praia do Gonzaga.

A conferir.