Santos quer anular partida contra o Flamengo e pede punição a repórter

O Santos Futebol Clube reagiu imediatamente e pediu providências ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, sobre a atuação do árbitro Leandro Pedro Vuaden na vitória do Peixe sobre o Flamengo, na noite de quarta-feira, na Vila Belmiro, por 4 a 2. Vuaden marcou e depois anulou uma penalidade máxima, o que prejudicou o Alvinegro, que com 5 a 2, teria se classificado e seguido para a outra fase na Copa do Brasil.
O Santos protestou ainda que a anulação da marcação foi provocada pelo quarto árbitro, que teria sido avisado pelo repórter Eric Faria, que trabalha na Rede Globo de Televisão.
No ofício enviado para a CBF, o Santos afirma que Vuaden estava perto do lance e que apontou a penalidade na falta do zagueiro Réver no atacante Bruno Henrique dentro da área, aos 40 minutos do primeiro tempo.
Após um minuto, influenciado pelo 4º árbitro, Flavio Rodrigues de Souza, que estava na linha de meio-campo, a penalidade foi cancelada e Vuaden determinou a cobrança de escanteio.
O Peixe reitera que é mais “um caso em que o árbitro revoga sua marcação por
comunicação do quarto árbitro, cuja participação teria sido provocada pelo repórter de campo, Eric Faria, da Rede Globo de televisão, que é elemento alheio ao certame, devendo se comportar como jornalista e não como torcedor de seu time do coração”.
O Alvinegro garante que “reportar ao 4º árbitro sua impressão do lance após ver replay na televisão não é função nem atitude condizente com um jornalista esportivo.Esta ação repudiável foi testemunhada por dezenas de pessoas e pode ser constatada no vídeo da partida e em fotografias tiradas por outros veículos de mídia”.
A diretoria santista solicita à CBF as seguintes atitudes:
a) Anular a partida;
b) Proibir que repórteres permaneçam na lateral do campo e se comuniquem com a equipe de arbitragem durante as partidas;
c) Punir adequadamente a equipe de arbitragem que atuou em referida partida;
d) Descredenciar Eric Faria como repórter de campo.
A conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *