Sabe aquela tortura que a maioria das pessoas passa quando vai fazer o exame prático para tirar a carta de motorista? Difícil encontrar alguém, com mais de 18 anos, que não tenha vivido ou presenciado esse momento da vida quando o emocional muitas vezes estraga tudo e acontece a reprovação.

Aquele clima de competição e sempre acompanhado de uma plateia, ou seja, outros candidatos, funcionários carrancudos e sem muita paciência transformam as horas do exame num filme de terror trash.

Porém, bastou um pouco de boa vontade e disposição para transformar o cenário caótico, e ele está, logo ali, na Praia Grande, na Unidade 165, do Detran, terças-feiras, das 8 às 14 horas. Uma tentativa clara de minimizar a tensão e transformar a experiência em algo não traumático.

Exame Prático Humanizada, isso mesmo, é o que vem acontecendo do Detran de Praia Grande. Uma iniciativa único dentre todos os municípios do Estado de São Paulo. Luiz Americano Leite Neto, diretor da Unidade 165 do Detran-PG, o idealizador de tudo, começa com uma pequena palestra onde dá boas-vindas e cumprimenta os examinados. Isso já quebra o gelo e deixa as pessoas mais tranquilas e à vontade. Isso serve também para afastar o estigma que o Detran tem interesse na reprovação, pois teria algum envolvimento com as autoescolas e alguém lucraria com isso.

O Detran possui um dado estatístico que comprova 70% das reprovações acontecem por ansiedade em fazer e terminar logo o exame e nervosismo. “Existe cinco minutos para fazer o exame para veículos, na categoria B, eu explico que isso é uma eternidade para quem está fazendo, mas esse tempo precisa ser totalmente utilizado, sem pressa”, diz Luizinho.

Num trabalho onde se utiliza muito bate-papo, Luizinho conversa com os examinadores, que são rotativos, aleatoriamente escolhidos no Estado, e diz que eles não precisam virar amigo de infância de ninguém, mas que sejam educados e cumprimentem as pessoas.

Em quatro meses na Unidade do Detran 165, que funciona dentro do Poupatempo da Cidade, o serviço de Ouvidoria foi praticamente eliminado, não existem reclamações sobre o exame. “O servidor público é pago pelo cidadão. O mínimo que deve fazer é tratar bem que paga seu salário. Eu falo isso pra todos lá”, afirma Luizinho.

O presidente do Detran no Estado, Maxwell Vieira, sugeriu que o serviço fosse apresentado em todas as unidades, nas mais 600 cidades do Estado. Praia Grande teve o estigma por muitos anos de coisas erradas. Até agora, foram mais de 150 pessoas atendidas e com resultado efetivo. “Poupatempo não é Perdetempo. As pessoas ficavam quatro, cinco dias pra resolver um problema. Agora, não acontece mais isso”.

A Unidade 165 funciona dentro do Litoral Plaza Shopping e atende cidadãos de Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Cubatão e São Vicente. O endereço é Avenida Ayrton Senna, 1511.

A conferir.