Polaco envergonhado pediu demissão

Muitos criticaram o trabalho deste jornalista e deste blog ao fazer uma série de denúncias sobre o abuso de poder envolvendo a Santa Casa de Santos, em especial do seu vice-provedor eleito, Luiz Simões Polaco Filho (na foto com a cabeça baixa de vergonha), o popular Polaquinho, que, apesar de sua baixa estatura, é gigante em se utilizar dos cargos que ocupa para obter vantagens. Pois bem, o próprio Luiz Polaco, com certeza envergonhado, após este blog trazer à luz tudo o que ele fez na Santa Casa de Santos, renunciou ao seu cargo eleito em novembro passado, na surdina, como gosta e está habituado a agir como já comprovamos aqui. Quero saber por onde andam agora os críticos desse blog e deste jornalista? Polaco fugiu de seu compromisso com a Santa Casa e sua comunidade, que, sim, o elegeu Vice-Provedor.

Há cerca de dois meses, por vontade própria, Polaco largou o cargo sem anunciar publicamente (somente com uma carta à Mesa do Conselho Deliberativo) deixando a diretoria do hospital acéfala de um dos dois únicos cargos eleitos na Diretoria, mostrando total descaso com os conselheiros que o elegeram e com a comunidade do hospital, sejam funcionários, irmãos ou mesmo pacientes que foram atendidos nos últimos dois meses em um hospital sem vice-provedor sem ter direito a saber desse fato.

Escritório da Paccillo Advogados Associados

Importante dizer que fui informado por fontes seguras que Luiz Polaco tem frequentado muito o escritório da Paccilo Advogados Associados (foto), do advogado José Francisco Paccillo.

José Francisco Paccillo “novo amigo” de Luiz Polaco Filho

Em rápida pesquisa pública nos Tribunais, verifica-se que Paccillo (foto à esquerda), assim como seu filho Ênio, atua em diversas ações contra a Santa Casa de Santos. Paccillo foi advogado do Sindicato dos Médicos e não mais advoga para este órgão. Segundo médicos-fontes deste jornalista, a saída de Paccillo do sindicato não foi tranquila e os motivos seriam nebulosos.  

Polaco Feliz com patrocínio para o filho e emprego melhor para namorada na Santa Casa

O que um vice-provedor da Santa Casa faz visitando tanto o escritório de advogados que atuam contra o hospital e sequer são de seu grupo político na OAB, na própria Santa Casa e em outras entidades? Qual é a relação entre José Francisco Paccillo e Luiz Polaco (foto à direita)?

Relembrem abaixo os fatos que envolvem Polaco na Santa Casa denunciados por este blog e vejam se não estão comprovados, fundamentados e demonstram como esse senhor usa o hospital mais antigo do país para obter vantagens para ele e seus familiares e amigos. Renunciou por vergonha, Polaco?

Espero que depois dessas denúncias ninguém em sã consciência seja na Santa Casa, no Santos FC, na OAB, na Cidade de Santos, na Maçonaria, no Clube do Choro ou em qualquer outro lugar que este senhor atue ou passei, vote ou pense em indicá-lo a cargos de relevância na Cidade.

Aliás, comente-se nos meios maçônicos que Polaco será convidado a se retirar da maçonaria de Santos, assim como aconteceu com outro maçom, que como Polaco (foto) foi diretor jurídico do Santos e também muito amigo da Família Santini e Teixeira, e é obrigado a frequentar a Maçonaria na Capital uma vez que NENHUMA LOJA DE SANTOS quis esse advogado. Polaco deverá ter o mesmo destino.

Diante da renúncia de Polaco, e também diante do fim do mandato da atual diretoria e de parte do Conselho, está marcado para 16 de janeiro de 2020, uma quinta-feira deste mês. Pelo menos, é o que diz edital da Mesa do Conselho do hospital assinado pelo renomado advogado José Alberto Clemente Júnior, que é 1º Secretário da Mesa do Conselho, publicado em A Tribuna do dia 28 de dezembro de 2019 e neste domingo (5/1/20) (veja abaixo o edital).

Segundo o edital, as inscrições para os diversos cargos no hospital terminam às 18 horas desta segunda-feira (6/1/2020). Esperamos que as maçonarias da Cidade e os irmãos do hospital escolham nomes realmente probos que possam exercer na plenitude e na retidão os cargos no hospital, não repetindo erros como a eleição de Luiz Polaco como Vice-Provedor no último pleito. Afinal, quem renuncia a um cargo eleito mostra que não honra palavra dada.