Sampaoli tem razão!

O técnico Jorge Sampaoli foi muito criticado por ter detonado a qualidade da Base do Santos. Ele está errado? Entendo que não. Desde que a atual gestão assumiu, fez questão de demitir quase todos os ex-jogadores que atuavam na base promovendo técnicos de futsal e contratando técnicos que foram “bem” na Copa São Paulo mas não conquistaram títulos. Destruíram a filosofia dos Meninos da Vila que perpetua no clube há anos e tinha sido resgatada na gestão de Marcelo Teixeira. Além disso, já foram registrados três casos de acusação de pedofilia na gestão de Peres: Ricardo Macri Crivelli, o Lica (ex-sócio de Peres em empresa, ex-olheiro do clube e gerente da Base no início da atual gestão), Clóvis Vesco e Alexsander Lopes, este último também contratado por Peres e indicado por Pedro Doria Mesquita.

Os motivos estão aí

A reclamação de Sampaoli se mostra pertinente. A atual gestão trocou ex-boleiros por futsalbolistas e acusados de pedofilia. Convenhamos que são esportes diferentes. Similares, mas diferentes.

lica

Lica ainda está na área

Prova que as mentiras de Peres persistem chegam a todo momento. E são maiores que a presença de Renato Duprat como empresário de estimação dele. Lica continua no clube e acompanhando a base em vários jogos. A foto de Lica acima foi tirada neste domingo (29), na derrota do Santos para o Palmeiras (que jogou com time reserva) por 4 a 2, no Canindé.

Profut

Após a última reunião do Egrégio Conselho, reuniram-se em uma pizzaria da Cidade alguns conselheiros efetivos e eleitos com Milton Teixeira Filho e Orlando Parra, para terem uma visão do que pode mudar o comportamento dos próximos candidatos à presidência do Santos Futebol Clube perante a inclusão do Profut no Estatuto do clube.

Metodologia Autuoriana em xeque

Tem gente ligada à base que diz que tudo o que Autuori pede ao Departamento só sai depois que Maturana liga para Lica pra ver se é mesmo para fazer. Desautorizando totalmente o diretor de futebol nomeado.

Teteiro

Paulo Autuori deve ser questionado no Conselho do Santos. Gente graúda dentro do egrégio Deliberativo e experiente no futebol entende que Autuori está sendo um custo alto ao clube sem resultado. E ainda pensam que ele não exerce influência sobre Sampaoli como deveria. Planejam questionar Peres em plenário e ainda fazer uma comissão para acompanhar o trabalho do diretor.

Comissão

Uma comissão provisória para acompanhar o trabalho de Autuori está sendo desenhada dentro do Conselho por aqueles que estão cansados das trapalhadas de Peres, Autuori e Sampaoli no futebol. Entre seus integrantes estão o ex-vice de futebol e ídolo Clodoaldo Tavares Santana (que é conselheiro efetivo), José Paulo Fernandes (ex-diretor de futebol, de base, e conselheiro efetivo), Francisco Jorge Lopes (ex-diretor de futebol entre 2002 e 2004), Cássio Ritcher (diretor de Futebol de Base de Samir e de Marcelo Teixeira) e Florival Amado Barletta (ex-presidente do Conselho).

Ausência certa

Os conselheiros de renome e peso estão indignados porque Peres e ninguém do Comitê de Gestão comparece ao CT Rei Pelé. E os funcionários ficam à mercê de uma briga às escondidas entre Autuori e Sampaoli pelos “pequenos poderes”, o que atrapalha o trabalho e o elenco do Peixe.

Manda quem senta

Oswaldo Justo dizia que a ausência de poder transforma qualquer um em Deus. Sampaoli é tido como Deus no futebol porque não tem ninguém acima dele com entrada, visão e pensando o clube, com raiz santista mesmo. Uma pena!!!

Garrafada política

O lamentável episódio do meia Cueva no Moby Dick na sexta-feira (27) fez com que o atleta seja afastado do elenco. Contratado a peso de ouro por Peres e indicado por Renato Duprat, o jogador (que já andou atrás de pílula do dia seguinte pela cidade e foi expulso de seu primeiro apartamento alugado devido suas festas com rumbas no mais alto volume) já ligou para o empresário de estimação de Peres que exigiu do presidente que ordene que Sampaoli o reintegre.

Ideia de Peres

Com medo de ter que encarar Sampaoli e de desagradar Renato Duprat, que dizem ser seu patrão, Peres arrumou um jeito de “politizar” a briga e a garrafada. Fez Cueva dar entrevista a uma rádio peruana e acusar o jornalista Fabiano Farrah de ter articulado a confusão e espalhado o vídeo. Hoje apresentador da Rádio Ômega, Farrah foi assessor de imprensa e secretário de Modesto Roma Júnior. A ideia de Peres é similar às suas ações no clube. Quer transformar Cueva em vítima da política santista. Será que cola?

Denúncia

Vice-presidente da DNA Santista, o conselheiro Carlos Bigattão, disse em um grupo de whatsapp chamado Santos FC Eterno ter a confirmação que o Santos deve perto de R$ 10 milhões de salários atrasados a Bryan Ruiz, protegido de José Carlos Peres.

Terceira Camisa

Amadora a organização do marketing do Santos FC. Aprovada há meses no Conselho sem vazamento do uniforme, a terceira camisa foi vazada antes do lançamento deste domingo. E o pior, comercializada antes da hora.

act

Até no Museu Pelé

Até o Museu Pelé, cuja loja é do Pepino Esportes, comercializou a camisa antes do jogo. Os lojistas dizem que não receberam nenhuma orientação da Umbro ou do Santos para esperarem a partida. O Santos gasta mais de R$ 90 mil mês com salários no marketing e ninguém consegue sincronizar as ações?

Pedrocada no Conselho

Oportunista, a Juventude do Comitê de Gestão do Santos fez do limão do marketing no caso, uma limonada para atacar o Conselho. Conselheiro de oposição do Santos, José Nilton Rabelo Macedo Júnior, é proprietário da Emporio Brasil em São Vicente. Em grupos de whatsapp ele começou a oferecer a camisa, sem mostrar foto, na sexta para entrega no domingo. Só que um dos grupos estava o gestor Matheus Rodrigues, que printou a conversa e mandou pra Pedro Doria Mesquita, que mandou para o embaixador de Peres em Brasília, o funcionário do Senado, Antonio Carlos Teixeira, o ACT, que foi ao twitter acusar o conselheiro de vazar a imagem e vender antes da hora, a mando de Dória, chefe dos “webperenautas”.

Revolta

A atitude deixou Júnior revoltado com Matheus, pois não vendeu e nem mostrou a camisa antes da hora. Promete retaliação a Matheus quem agora chama de falso amigo e de “aliado de Pedro”. Inclusive está procurando políticos opositores a Rodrigues em Bertioga prometendo camisas autografadas e o que for para Rodrigues não se reeleger vereador.

kastner

Na foto

O conselheiro Gustavo Kastner, o Guga Fotógrafo, aliado de primeira hora de Rodrigues, desfilava pelo Facebook sua camisa preta no sábado. Estranhamente não foi retaliado por isso.

No fim ajudou

Júnior no fim ficou feliz com a confusão. As camisas pretas se esgotaram em sua loja ainda no sábado. A Emporio Brasil deve receber ainda amanhã mais um novo estoque de camisas da Umbro, graças à divulgação de ACT. Sediada em São Vicente, a loja conseguiu vender camisas até para santistas de Brasília e nunca teve tanto sucesso na comercialização de qualquer outra peça do clube.

Porta da esperança

No último final de semana, o Residencial Prime Plaza no Gonzaga reprisou o antigo quadro “Porta da Esperança!” do Programa Silvio Santos. Morador do sétimo andar do edifício de luxo, Marcelo Teixeira ficou realmente aborrecido com o elevador, na sexta-feira, que não saia do 11o andar. Quem reside nesse andar é o ex-paulistano Andres Garcia Rueda, que pra fugir da fama de gafanhoto que prejudica sua intenção de ser presidente do Santos FC, resolveu morar na Cidade. Esperou alguns minutos e quando o elevador chegou ao sétimo e a porta se abre, quem está nele? O vice do Santos e desafeto de Teixeira, Orlando Rollo.

Próximos

A ligação de Rueda e Rollo é conhecida. Ambos integraram o Comitê de Gestão de Peres e possuem uma amizade que pode virar uma aliança, apesar de Rueda ter se posicionado contra o impeachment de Peres, o que aborreceu Rollo e seus aliados.

Confirma

Rollo confirma o inusitado encontro e disse ter ido a convite de Rueda debater assuntos do clube. E que conversa com todas as alas do Santos afim de apaziguar o ambiente político do Peixe. Disse que, na próxima vez que Rueda o convidar, ele ligará para Teixeira, e articulará um café no sétimo andar após o encontro.

Mentira oriental

Não é novidade diretorias de clubes de futebol provocar atritos entre torcida e o elenco profissional, em uma maneira marota de pressionar os jogadores, muitas vezes com salários atrasados, e que não estão rendendo ou fazendo pouco dentro de campo. Dessa vez, o responsável foi um emissário oriental de um certo gestor do Santos Futebol Clube.

Mentira oriental 2

O robozinho de olhos puxados espalhou na sua conta no microblog Twitter, que Sampaoli, na sexta-feira, quando houve apenas um trabalho de recuperação no CT Rei Pelé, que o argentino com “sangue nos olhos” fez uma reunião com jogadores, comissão técnica e gerentes e cobrou uma “mudança de postura” de todos. Para completar, teria filosofado:”esquema tático não interessa, se não tem ambição, vontade e raça”.

Mentira oriental 3

Três jogadores confessaram em off à coluna que não houve essa conversa nem essa cobrança. Quem conhece o “japonezinho” sabe que ele está a serviço de um dos mentores de Jose Carlos Peres. Gênio da raça.

Não Podemos

O futuro pré-candidato a prefeito de Santos José Renato Quaresma anda bastante irritado com essa coluna. Aos mais íntimos, o empresário atribui o fracasso do lançamento oficial da sua corrida ao Palácio Jose Bonifácio às notas publicadas na coluna passada. Mostramos apenas a estratégia política que será adotada por Quaresma. Sem as presenças da presidente do partido Renata Abreu e do senador Álvaro Dias, o evento que aconteceria, na sexta-feira, foi cancelado. Sem eles “podemos” ser candidatos ou mesmo “pré”? Parece que não!

qua2

Ferrou

O cancelamento do evento enfraqueceu demais Quaresma. Afinal, ele quer ser prefeito ou vice de Santos, presidente ou vice do Santos, o que ele quer? Quer tudo!!!

Ameaça

Pra quem quer se colocar na vida pública, Quaresma começa bem. Já ameaçou nessa semana este colunista, no domingo, assim que colocamos em dúvida sua candidatura a prefeito na coluna anterior. Disse o conselheiro do Santos e “ainda” pré-candidato do Podemos à Prefeitura: “Que foi isso que você colocou na sua coluna. De onde tirou tanta notícia errada e fora de contexto. Se é para criar situações mentirosa (sic), vou ser obrigado a tomar minhas atitudes. Sem necessidade! Muitas mentiras e suposições que não existem. Mas se quer manter assim, assim será. Não é melindre. De maneira alguma. Era colocar você com a realidade. Que não é o apresentado”. A semana passou e o choque de realidade de quem sofreu foi Quaresma com Álvaro Dias e Renata Abreu abrindo fora de seu evento… Triste pois não entendo esse melindre para alguém que quer ser prefeito de Santos.

Desarticulou

O cancelamento do evento de lançamento da candidatura de Quaresma a prefeito desarticulou o movimento de apoio a ele dos membros da Terceira Via. Luiz Fernando Cardoso, vice da organização política santista e que queria que Quaresma apoiasse Orlando Rollo no Santos em troca do apoio à candidatura dele a prefeito, tendo Cardoso de vice, desistiu de continuar a costura do acordo. Foi convencido pelo presidente do PV, Mario Bernardino, que ele tem que ser o candidato a prefeito de Santos e Quaresma ser seu vice. E garantiu a Cardoso a presença do presidente nacional do PV, o deputado Penna, no lançamento da candidatura.

Funcionário politizando

Braço direito de Marcelo Frazão no Marketing do Santos, Daniel Gonzalez está fazendo um minucioso trabalho de detalhamento e captação de sócios na Embaixada visando a reeleição de José Carlos Peres. O assunto já foi levado ao conhecimento de conselheiros. Luiz Fernando Cardoso articula apresentar requerimento à Comissão de Inquérito e Sindicância para apurar o caso e pede o imediato afastamento do funcionário da função.

Pé em duas canoas

Gonzalez não é Marco Maturana, mas tem intenção de ser padeiro. Adora fazer média com todo mundo. Contribuiu financeiramente com a campanha de José Carlos Peres e trabalhou para eleger Andres Rueda. Seu tio Fabio Zinger Gonzalez, é um dos membros mais ativos da Santos 100 Fronteiras, grupo de Rueda, e foi do Departamento Jurídico de Luis Alvaro no Santos, onde não deixou boas lembranças.

Dupla derrubada

Além da demissão do treinador Cuca, alguns jogadores do São Paulo tiveram importante participação na saída de Wagner Mancini. Ele seria o substituto de Cuca, foi comunicado e tudo. Quatro horas depois, Daniel Alves pediu a contratação de Fernando Diniz. A diretoria chamou Mancini e disse que estava em dúvida. Irritado, Mancini disse que se estavam em dúvida, contratassem o Diniz, já que ele estava indo embora.
Comum no Santos FC

Acontecer o que aconteceu no SPFC, com jogadores opinando, é comum no Santos, em 2005, quando Luxemburgo foi pro Real Madrid, Ricardinho indicou Oswaldo de Oliveira. Em 2015, Robinho indicou Dorival Junior. Em 2018, Vitor Ferraz sugeriu Cuca. E em dezembro de 2018, Carlos Sanchez sugeriu Sampaoli. Qual deu certo?

A matemática de Peres

O presidente José Carlos Peres continua insistindo que o Santos precisa fazer seus jogos no Pacaembu. Ele disse recentemente que perdeu “milhões” em não levar as partidas para a Capital. Já os números da própria gestão Peres mostram o contrário: perto R$ 1,8 milhão a mais de gasto com jogos e apoio.

Caçador de ausentes

Conselheiro eleito e advogado, Leandro Weissman, está com um requerimento na Mesa do Conselho exigindo que ela jubile os conselheiros que faltam as reuniões. Com 5 consecutivas ou 9 alternadas, os conselheiros eleitos e efetivos podem ser excluídos do egrégio do Santos. Marcelo Teixeira já disse à coluna que está com a lista nas mãos e que tomará as providências estatutárias.

Subindo a Serra

Eduardo Filetti assumiu mesmo a vaga abandonada pro Valter Conde entre os possíveis candidatos a presidente do Santos em 2020. Já agendou conversas em São Paulo com gente ligada às organizadas e com o empresário Flávio Pires. Pode ser uma boa dobradinha.

durante

Ainda é

Causou surpresa a Comissão Temporária do Conselho Deliberativo que acompanha o quadro de sócios a presença de Adilson Durante Filho, o conselheiro acusado de racismo, ainda como associado do Santos FC. É sabido que na carta que renunciou ao conselho, Durante também pediu a eliminação do quadro associativo. Mas, ao que tudo indica, Marcelo Teixeira, que sempre foi seu aliado, segurou a carta e não determinou sua saída do quadro de sócios.

Questionou

O conselheiro Rodrigo França, neto de Leonídio França (goleiro campeão paulista de 1935), questionou em plenário à Mesa a situação de Adilsinho e foi repreendido pelo segundo secretário da Mesa, Daniel Pereira, ex-presidente da DNA Santista, grupo idealizado por Adilson Durante Filho e seu ex-amigo Pedro Doria Mesquita: “Deixa isso quieto”, disse o popular Danielzinho, que com Adilsinho, Marcelinho Teixeira, Marcelo Teixeira e Fernando Akaoui fazem parte de uma concorrida e fechada confraria de vinhos.

Pizza time

Na pizza pós-reunião dos conselheiros paulistanos, França comentou o assunto. Presidente da Resgate Santista, Vagner Lombardi, um dos combativos conselheiros do Peixe, discípulo e herdeiro de Celso Leite, disse que tomaria providências. No dia seguinte encaminhou e-mail ao egrégio questionando a Mesa sobre o tema.

Ligação direta

Menos de 20 minutos depois tanto Rodrigo França como Vagner Lombardi receberam ligações ameaçadoras de Adilsinho Durante, que pediu para ambos pararem com o tema ou serão retaliados por ele e seu grupo. Vale lembrar que Adilsinho é ligado umbilicalmente a Marcelo Teixeira.

Eliminação

Nos bastidores, Durante Filho já está armando a retaliação. Ele articula requerimento de expulsão do conselheiro do Santos e presidente da Resgate Santista, Vagner Lombardi, do quadro de sócios do clube, por ele ter sido condenado criminalmente por ter levado fogos e sinalizadores em partida na Vila Belmiro. O requerimento é chamado de propositura da Revanche. Afinal, além de questionar a ainda presença de Durante Filho no quadro de sócios, Lombardi também foi um dos que mais agitaram o problema da fala racista de Adilson e também um dos principais pilotos do trancamento de pauta das mudanças do Estatuto do Santos FC, o que irritou Marcelo Teixeira.

Diminuiu

Impressionante. Depois que a coluna denunciou a quantidade de puxa-saco que busca o conselheiro que se esconde atrás da pilastra, o número de apoiadores diminuiu em cerca de 60% na última reunião. A tendência é diminuir ainda mais,

Rachou

O grupo político do Santos intitulado Vila Rica, idealizado por Pedro Nunes e Caio Di Stefano e que tem como grandes lideranças Nabil Khaznadar e Odílio Rodrigues, não vai mais apoiar a gestão José Carlos Peres. A decisão já foi anunciada ao membro do Comitê de Gestão, Paulo Schiff, que faz parte desse grupo. O grupo terá candidatura própria pela terceira vez seguida, mas o nome será “novo”.

Ronald McDonald´s e Schalka

O novo candidato da Vila Rica será o empresário santista Ronald Monteiro, popularmente conhecido por Ronald McDonald´s, por ter sido proprietário dos McDonald´s na Cidade e ser acionista no Brasil da empresa de fast-food. Monteiro foi membro do Comitê de Gestão de Odílio e tem seu nome ligado a decisões como a compra de Leandro Damião, à venda de jogadores ao fundo Doyen Sports e a nebulosa compra de Lucas Lima. De vice seria o empresário paulistano Walter Schalka.

Polaco em vista

Paulo Schiff alertou ao grupo da necessidade de ampliar a composição e sugeriu o nome de Luiz Simões Polaco Filho, o vice provedor da Santa Casa, para presidir o Conselho do Santos FC caso a estratégia funcione.

Expulsão

E como anda os processos de expulsão de Odílio Rodrigues e os membros de seu Comitê de Gestão na CIS? Parados a pedido de quem? Está na hora de desengavetar o tema.

Menino do Rio

Viralizou vídeo do vice Orlando Rollo no Maracanã no confronto com o Fluminense no meio da semana. Antes, já tinha ido ao Rio ver a derrota para o Flamengo. Segundo consta, Rollo levou membros de sua equipe para reunião com Carlos Bolsonaro, o vereador Carluxo, mais conhecido como Pitbull do Presidente do Brasil Jair Bolsonaro, afim de alinhar a estratégia de guerrilha na internet visando a recuperação da imagem do vice no Santos. Carluxo é que faz a internet do pai.

Financiando

A fofoca que rola os bastidores desse alinhamento de Rollo e Carluxo é uma estratégia mais ampla. Carluxo e Major Olimpo tentam convencer Rollo a se filiar no PSL e ser pré-candidato a prefeito pela legenda, para acabar com a coligação articulada pelo irmão e desafeto de Carluxo, Eduardo Bolsonaro, em torno da candidatura de Ivan Sartori a prefeito de Santos, pelo PSD de Marcelo Teixeira. Rollo já disse que não quer. Mas a pressão é forte!!!

Envolvido e escondido

Outro que está envolvido nessa articulação de Rollo no PSL é o conselheiro do Santos e deputado federal , Junior Bozzella (PSL), mas se esconde com medo da reação de Marcelo Teixeira.

Tem compromisso

Rollo tem dificuldade em aceitar a articulação porque tem compromisso assumido com a candidatura de Marcelo Medrado pelo PMN à Prefeitura de Santos.

Clube secreto

Chegou a informação para a coluna que cerca de 10 conselheiros têm feito reuniões às escondidas definindo um nome imbatível para a eleição do clube em 2020. Quem será?

couto2

CIS do Cidão

Conselheiro efetivo, Décio Couto Clemente refutou a coluna quanto a informação de que estaria dando informações privilegiadas da Comissão de Inquérito e Sindicância (CIS) à Cidão do Sindicato. Porém, confirma as ligações com o empresário com quem fez dobradinha nas eleições de 2014 quando Clemente foi candidato a deputado federal pelo PEN e Cidão à Estadual pelo Solidariedade (Cidão acabou impugnado). Depois disse que reencontrou Cidão na campanha de Peres e que apoiou a eleição a pedido de Cidão, dando um comitê para a campanha e tendo conseguindo um emprego para a filha no clube. E que não o vê desde o processo de impeachment, quando a filha foi demitida. Porém, várias fotos dos dois circulam a internet como a acima. E diz que sua contribuição na CIS é para “restabelecer a seriedade na direção do Santos FC”.

Currículo

Décio afirma ser ex-diretor e criador do Departamento de Marketing do clube e conselheiro efetivo. “Com curso de pós graduação e administração do esporte pela FGV e pela CBF, pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Lusíada, e ex-Gestor de futebol do Jabaquara em 2016”. Só se esqueceu de dizer que “foi” empresário de futebol e ainda dono de empresa de marketing que vendia exposições do Santos FC para shopping quando ele era diretor estatutário do clube, algo digamos, pouco ético para não dizer ilegal. E um dos motivos que levaram Marcelo Teixeira a tirá-lo do cargo a pedido do então diretor de Relações Públicas, Ary Leal. A verdade tem que ser dita. Clemente é Policial Civil e (ex) empresário de futebol (Ex-empresário existe?). Não deveria estar na CIS e muito menos no Conselho do clube.

Incomoda

Clemente terminou assim o contato com este colunista: “Glauco agradeço a atenção e espero ter esclarecido a matéria colocada. Fazer parte da CIS. Incomoda quem têm problemas de gestão, principalmente as duas últimas gestões, atual e anterior”. A CIS deve apurar e punir quem “tem problemas no clube”.

Requerimento inócuo

Os conselheiros Antonio Aguiar Teixeira, Marília Bonavides e o ex-presidente do Conselho, Fernando Bonavides, apresentaram requerimento pedindo que o Santos FC não cobre ingresso para menores de dois anos. Os três são advogados. A questão é que a Polícia não recomenda menores de cinco anos no estádio e até dificulta o acesso dessas crianças. Então para que o requerimento?

tei2

Expulso

Toninho Teixeira foi expulso com nota oficial da Terceira Via Santista. O grupo umbilicalmente ligado a Rollo está indignado com a proximidade de Teixeira com Marcelo Teixeira (foto), Luciana Martins e até com José Carlos Peres, todos personae non gratae na associação. O conselheiro Luiz Fernando Cardoso, que é vice-presidente da Associação, exigiu que Júnior Curitiba, atual presidente, expulsasse Teixeira do grupo. Cardoso não quer ver Teixeira nem pintado de ouro.

Pré-candidato

Aos amigos da Terceira Via, Toninho diz que está aparecendo muito no Santos, pois pretende ser candidato a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Vicente, sucedendo Mara Valéria, quem quer lançar a presidente do Santos FC (se ela tiver em dia com a mensalidade). E já fechou o apoio de Luciana Martins, quem ele pretende apoiar na eleição da OAB de São Vicente em 2021.

A conferir.