Tudo pronto
O Ginásio Athié Jorge Coury está pronto para a Assembleia Geral de Sócios deste sábado (19), informa o presidente do Conselho, Marcelo Teixeira. Os sócios devem comparecer das 10 às 18 horas para aprovar as mudanças estatutárias que adequam o Estatuto do Santos as exigências do Profut – Programa de Modernização da Gestão de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro. A entrada dos associados ocorrerá pelo Portão 17, localizado na Rua Princesa Isabel, e a saída pelo portão do Ginásio, localizado na Rua José de Alencar. A exemplo da votação do impeachment e da eleição de 2017 serão disponibilizadas 10 urnas, em ordem alfabética, com o mesmo número de associados em cada urna.

Quem pode votar
Podem votar sócios (Black/Gold/Silver) maiores de 18 anos e com mais de 1 ano de filiação (maior que 365 dias) contando a partir da data da votação, ou seja, sócio filiado pelo menos desde 19 de outubro de 2018. Dependentes não possuem direito ao voto, sendo esta prerrogativa exclusiva ao titular. Associados com o CPF 111.111.111-11 ou em branco não votam. Matrículas de 80001 a 80059 não votam, já que são donos de camarote. Matrículas de 90000 a 90068 não votam, por tratarem-se de donos de cadeira vitalícia. Só participarão da Assembleia associados adimplentes, ou seja, com títulos a vencer ou vencidos até 60 dias (inclusive) antes da data da eleição (19 de agosto de 2019).

Resumo das mudanças
Basicamente, as mudanças qualificam o que é uma gestão temerária e criam mecanismos convergentes com a lei para afastamento e destituição de dirigentes envolvidos em gestões e ações contra o patrimônio do clube. Além disso, define quantidade de receitas específicas para ser investidas na Base, Futebol Feminino e Esportes Olímpicos.

Assembleia da União
Essa Assembleia será marcante. Afinal, teremos do mesmo lado Marcelo Teixeira, Fernando Silva (foto), Andres Rueda, Modesto Roma, Orlando Rollo, entre outras lideranças que não se bicam entre si. Até de roubo eles se acusam, mas estão todos hoje do mesmo lado. E por interesse. Afinal, ninguém quer perder a mamata dada pelo Governo de pagar a dívida milionária de impostos em parcelas ao Deus dará….

Medo?
Único que se mostrou contra a alteração foi o presidente José Carlos Peres, com medo de que sua gestão se enquadrasse como temerária e ele fosse afastado. Até desinformou ao associado, em entrevista ao Estádio 97 dizendo que as mudanças permitem que 100 conselheiros afastem o presidente do clube. O que é mentira. Quem pode afastar o presidente é somente a Assembleia Geral dos Sócios. Mas esperar o que de Peres senão honrar o legado de Gepeto e sua prole?

Falha
Foi notada a falta de divulgação da Assembleia aos sócios. A mesma só recebeu destaque no site do Santos no meio da semana. Não houve envio de e-mails e outros comunicados esclarecendo o corpo associativo e convocando o mesmo a participar. Uma vergonha para a Gestão de Peres e para a Comunicação do clube. Se não for aprovada as mudanças, quem vai arcar com o prejuízo da cobrança imediata no caixa de quase R$ 400 milhões de dívidas em tributo? Peres e Frazão, seu gerente de Comunicação?

Baluartes
Se o clube falhou, não podemos dizer o mesmo de conselheiros. A coluna reconhece como baluartes da assembleia geral deste sábado os conselheiros Alexsandro Soares e João Gazzolla, que se prestaram a esclarecer todos os sócios em diversos veículos de Comunicação sobre os detalhes da Assembleia.

Competência
Outro que com muito conhecimento e competência esclareceu muitos pontos foi o associado, ex-funcionário do Santos, Roberto Rabelatto (foto), dando aula de competência em gestão e conhecimento legal e estatutário em diversas lives e veículos de imprensa.

Trabalho abnegado
Temos que enaltecer o trabalho abnegado dos membros da Comissão do Estatuto do Conselho Deliberativo em cima dessas mudanças: Rodrygo Lyra, Marcus Vinicius Lourenço Gomes, Tiago Marsaioli, Leopoldo Lisboa, além dos ex-membros Oswaldo Magalhães, Vidal Sion Neto e Celso Sampaio Lopes que colaboraram para que o clube atendesse à lei do Profut.

Lamentável
Lamentável foi o pífio desempenho dos dois escritórios de Advocacia contratados para assessorar o Conselho nas mudanças: Ambiel, Manssur, Belfiore & Malta Advogados e R. Monteiro de Castro Advogados. Foram desacreditados diversas vezes por advogados conselheiros no plenário e no fim prevaleceu a vontade dos conselheiros e não a dos dois escritórios que agiram em total desarmonia com a vontade do Conselho.

Esclarecedor
A presença de Lyra, Vinicius Gomes e Marsaioli no Esporte por Esporte nessa semana também serviu para aclarar muitas dúvidas em torno da Assembleia. Principalmente no esclarecimento da fake News do presidente que ele seria deposto por 100 conselheiros.

De m…..
Em papo recente e raro com conselheiros semana passada no CT, o técnico Jorge Sampaioli se animou e pediu que esses conselheiros (cerca de 10) comparecessem mais no Rei Pelé. Só fez um pedido: “Venham todos, mas não tragam o presidente de m…..”, se referindo a José Carlos Peres.


Politicagem
Lamentamos as manifestações politiqueiras, pró e contra as mudanças estatutárias para atender o Profut, feitas por figuras políticas inexpressivas no Santos FC, que pousam de profundos conhecedores de futebol e da política santista, mas que quando testados nas urnas e em cargos, mostraram sua total ineficácia, incompetência e inexpressividade.

Sabe sim
Entre os conselheiros que frequentam a Padaria Pradella na Ponta da Praia causou risadaria as manifestações nas redes sociais de um conselheiro que é líder de um grupo de conselheiros que se subdividem em vários partidinhos menores. Esse conselheiro, que fez parte das últimas gestões do Santos, se manifestou estranhando o fato do Santos não ter feito em quatro anos as alterações pedidas pelo Profut, deixando pra última hora. Segundo esses conselheiros, o reclamão sabe muito bem do por que deste atraso. Afinal, ele e sua turma emparedaram qualquer alteração estatutária durante todo esse período.

Ausência frequente
Membros do Grupo Santos 100 Fronteiras estão inconformados com o conselheiro, empresário de futebol e metido a comentarista esportivo Wladimir Mattos. Segundo eles, Mattos não comparecerá na Assembleia Geral de mudança do Profut. O que para o grupo, não é novidade, já que não apareceu pra votar na Assembleia do Impeachment, na votação do Conselho do Impeachment, na eleição de 2017, entre outras votações importantes… Afinal, pra um grupo que se diz tão sério, como pode ter um empresário de futebol entre eles?

Tumulto
Experiente conselheiro do clube, atuante na política santista desde a primeira eleição de Rubens Quintas Ovalle nos anos 70, o conselheiro Vasco Vieira está licenciado do Conselho devido a problemas de Saúde. Porém, analisa que a Assembleia Geral deste sábado (19) será confusa. Ele questiona: “Quem pode votar? Qual o número do último sócio que pode votar? Como será tratada a inadimplência, poderá haver acerto na hora? Até que mês o sócio deve estar quite para votar? Como estão compostas as mesas eleitorais?”. Vieira tem razão. Faltou clareza ao clube ao informar esses dados.

Respeitem Athié
Em contato com a Coluna, Vieira ficou mais indignado com a notícia da Assembleia no site do Santos. A votação se dará no Ginásio Athié Jorge Coury, mas o local é qualificado como “quadra de futsal” na reportagem que convoca os sócios para a assembleia. “Um desrespeito ao homem que deu todos os títulos ao Santos fora de campo nos anos 50. 60 e 70 e manteve Pelé por quase três décadas. Um absurdo um departamento de Comunicação que tem três ou quatro historiadores, um ganhando quase R$ 30 mil por mês, cometer esse desrespeito ao maior dirigente da história do Peixe”.  

Cadê os ônibus?
Vieira ainda questiona o porque o presidente José Carlos Peres não disponibilizou linhas circulares de meia e meia hora saindo do Business Center para Santos aos associados para participar dessa Assembleia Geral. “Quando o tema era o impeachment dele teve. Porque mudou? O sócio paulistano está sendo desrespeitado pelo presidente”.

Panfleto virtual que circulou durante a votação do impeachment em 2018

Fora do escrutínio
Vieira também estranhou após a partida com o Ceará a presença de muita gente ao lado do empresário Cidão (foto), um dos empresários de estimação do Presidente Peres, durante o jogo. O conselheiro teme que Cidão, conhecido escrutinador das Assembleias do Santos FC e de Sindicatos do ABC, influencie no resultado. Disse, inclusive, que vai pedir a Marcelo Teixeira que o empresário do futebol não esteja entre os escrutinadores da Assembleia.

Quórum
As mudanças serão facilmente aprovadas, para desespero de Peres, que mal-informado teme até a sombra. Afinal, segundo o Artigo 28 do Estatuto Social, são necessários o sim de apenas dois terços dos associados que se fizerem presentes. Se forem três sócios apenas, são dois a favor e está resolvido.

Verdade
A verdade é que mesmo com a contabilização total da venda de Rodrygo no exercício de 2019, o mesmo pode ser considerado uma Gestão Temerária de acordo com o texto do Profut e Peres teria que ser novamente alvo de um processo de impeachment. Se o exercício vigente fechar de forma temerária será a prova cabal de que Peres foi eleito e não sabe nada de gestão de futebol.

Insubordinação
Se Peres quer que os sócios votem não na Assembleia Geral, o membro do Comitê de Gestão, Pedro Doria Mesquita está sendo insubordinado, só para variar um pouco. Em seu facebook defendeu o voto no sim, indo contra a vontade do Presidente Peres.

Defendeu ilegalidades
Na manifestação, o Golden Boy reclamou da ausência de urnas em São Paulo e da ausência do voto a distância, situações que o Estatuto não prevê, portanto defendeu ilegalidades. Esperar o que de alguém que já foi acusado na Lei Maria da Penha? Claro que defenderá o ilegal sempre.

Filetti enquadrou
Pré-candidato a Presidente, o conselheiro ouvidor, Eduardo Ribeiro Filetti, está preocupado com a situação do clube. Considerado correto e moderado, Filetti não gostou da fala do presidente que o conselheiro paga 30 reais por mês para votar!! O ouvidor lembra a Peres que muitos conselheiros contribuem com o clube, até mesmo financeiramente além disso. E mais, pede respeito de Peres com os conselheiros, afinal o atual presidente foi funcionário das quatro gestões anteriores e a única coisa importante que fez foi o trabalho do falecido Ary Leal (pai do secretário de Cultura de Santos, Rafael Leal) e conseguir unificar os títulos brasileiros do Santos. “Ele tem que parar de querer expor os conselheiros aos torcedores, simpatizantes e sócios. Eu, como vários conselheiros, cumpro minhas obrigações, participei de várias gestões mais nunca aceitei cargos remunerados. Basta ele trabalhar direito e prestar contas e seguir o Estatuto que o Conselho não terá o que falar”.

Nabil nada claro
Cobrado para se declarar como se posiciona na Assenbleia deste sábado (19), o associado Nabil Khaznadar, conhecido pelo jingle “Nabyl da Massa”, fez uma postagem nebulosa em seu Facebook deixando a entender que concordava com o pensamento de Peres para reprovar as mudanças estatutárias. Confira abaixo:

Aperto e mudança
Após sofrer aperto de seus apoiadores, Nabyl mudou seu post e deixou claro que vota pelo sim. Veja:

Cedeu por quê?
Essas posições pouco claras e mutáveis sobre pressão são aceitáveis para alguém que quer ser presidente do clube?

Sai do Armário
A verdade que todo mundo sabe é que o grupo de Nabil perezou desde o impeachment, para tristeza de Ricardo Agostinho, só que ele não assume. Tá na hora do vendedor de roupa sair do armário não acham? Ou será necessário uma foto de Nabil e Peres em reunião em hotéis em São Paulo apresentada pelo conselheiro Clóvis Cimino em alguma reunião do Conselho, como no caso de Renato Duprat?

Odir Cunha
Lamentável foi a postura de Odir Cunha, o “jornalista historiador” de função incerta e não sabida no clube. Ele voltou ao Facebook para pedir ao associado que não aprove as mudanças estatutárias, com medo de que Peres perca a presidência e ele seu vultoso salário de R$ 28 mil. Inventou uma tremenda fake News que 100 conselheiros teriam poder para tirar Peres. Não é verdade. Feio ver um jornalista se prestar a esse papel. Feio e triste.

Me peguei vibrando
Logo após a vexatória manifestação de Odir Cunha, começou uma campanha de comprovação de que Odir Cunha, que se diz santista, é pego vibrando pelo Corinthians sempre. Vejam os vídeos onde ele assume a autoria da carta de Peres a Andres Sanches dizendo que se pegou vibrando pelo Corinthians em 2009  

ACT
Outro jornalista que se manifestou contra a aprovação das alterações do PROFUT distribuindo fake news querendo afirmar ser um golpe do Conselho foi o jornalista de Brasília e assessor do Senado, Antonio Carlos Teixeira, o ACT (até a sigla do nome é similar a doença…). Como essa coluna tá grande e ele como bom jornalista não lê texto grande não vai reclamar dessa postagem. Certo é que conselheiros se mexem para pedir sua expulsão do quadro associativo e sua demissão do Senado, já que fica em horário comercial tuitando sobre o Santos FC.

Padrão Espirito Santo
Foi pífia e ridícula a festa dos 103 anos da Vila Belmiro organizada por Odir Cunha e Pedro Doria. Tinha tanta gente que não enchia uma kombi. Uma vergonha padrão Espírito Santo. A Vila Belmiro merecia mais. Nem vou publicar as fotos para o clube não passar mais vergonha.

Confusão na base
Nessa semana, um funcionário da Base foi demitido por ter ido às vias de fato com um atleta menor de idade. Lamentável como Peres cuida da “Jóia da Coroa”. Entregou o setor a um padeiro, demitiu todos os ex-atletas, e ainda teve três funcionários da área acusados de pedofilia, dois inclusive presos.

Nota absurda
O mais absurdo do caso foi o clube dar uma nota oficial do assunto confirmando a agressão e a demissão do funcionário. Nota igual nunca houve na história do clube que já teve casos semelhantes, sempre com providências tomadas e a imagem do clube e dos envolvidos preservadas.

Valor da base
Os funcionários da Base são importantes. Vale um registro histórico que comprova isso. Foi graças ao roupeiro santista de apelido Sabuzinho, que o garoto apelidado de Gasolina, permaneceu no Santos FC, tudo aconteceu no dia 17/10/1956, quando a equipe amadora do Alvinegro disputava a partida final do campeonato santista promovida pela Liga de Futebol Amador de Santos, nessa partida decisiva quem estava apitando era o jovem Romualdo Arpi Filho, com 17 anos de idade e que tinha o apelido de Ganso. O garoto gasolina tinha 15 anos e estava prestes a completar 16 anos no dia 23 de outubro, e durante a partida ele foi encarregado de bater uma penalidade máxima que se fosse convertida em gol daria ao Santos o tão desejado título de campeão, ocorre que o jovem atacante do Peixe desperdiçou a cobrança mandando a bola por de cima do travessão do goleiro Fininho para desespero do auxiliar de massagista de nome Salustiano da Costa Lima, mais conhecido por Salu da bandinha, e o time rubro-amarelo do Jabaquara foi campeão ao vencer a partida por 1 a 0. A noite, o garoto que morava na pensão da dona Jorgina pegou suas roupas colocou-as numa mala e estava deixando o estádio e atravessando a rua quando foi interpelado pelo roupeiro Sabuzinho que não deixou que o garoto saísse da cidade e muito menos do clube, Sabuzinho convenceu o garoto, que alegava ter muitas saudades dos pais que residiam em Bauru e também por perdido a penalidade máxima na partida decisiva contra o Jabuca. Sabuzinho então argumentou que muitos e muitos pênaltis haveriam de ser perdidos no futuro por ele, já que ele estava apenas iniciando sua trajetória no mundo da bola e haveria de ser um craque num futuro não muito distante, e foi então graças a esses argumentos usados pelo roupeiro que o futuro Rei do Futebol permaneceu na Vila Belmiro jogando no Alvinegro até 1974, para alegria de todos os milhares e milhares de torcedores do Santos Futebol Clube.

Carlos Bolsonaro sai do Rollo
O vereador carioca Carlos Bolsonaro não responde mais pelo marketing de Orlando Rollo. Aliás, o envolvimento dele com o vice-presidente santista foi a pá de cal na relação de Carlucho com Major Olimpo. O príncipe do Brasil descobriu que Rollo militou por anos no PDT e é um esquerdista convicto, o que deixou Carlucho muito bravo com Olimpo e Junior Bozzella, que também articulava a união visando lançar Rollo prefeito de Santos pelo PSL contra Ivan Sartori.

Bozzella desteixeirou
O envolvimento umbilical de Bozzella com Rollo, que inclusive cedeu um comitê para a campanha do deputado federal, o afastou de vez do presidente do Conselho, Marcelo Teixeira.

Menino do Rio
Apesar de ter perdido o apoio logístico de Carlos Bolsonaro, Orlando Rollo continua no Rio de Janeiro fazendo cursos de gestão na CBF. O vice presidente do Santos pretende se encontrar pessoalmente com Carlos Bolsonaro e desfazer o mal entendido pois quer contar com o know-how único do vereador carioca em redes sociais.

Herança do Rollo
Muito celebrado no começo da gestão, o patrocínio para os Esportes Olímpicos e Futebol Feminino da empresa Rafa Suplementos trazido pelo vice-presidente Orlando Rollo, vai parar na Justiça. Afinal, a empresa não cumpriu contrato com o Santos FC. Ela teria que dar suplementos às atletas do futebol feminino e esportes olímpicos. Entretanto, teria cumprido o acordo apenas uma única vez.

Ainda se apresenta
Apesar de não honrar o contrato, a empresa ainda se apresenta como parceira do Santos até hoje e deve receber um processo do Santos por descumprimento de contrato. Peres e Pedro Dória estão à frente desta questão e pensam em pedir o testemunho de Rollo no caso.

Conta a pagar
A Rafa Suplementos deve 11 remessas de suplementos das 12 contratuais. Será que a oposição não vai se manifestar, já que o patrocinador foi trazido por Orlando Rollo? Quem paga essa conta?

Terceira Via em guerra
Está causando constrangimento interno na Terceira Via (3VS) a participação do advogado Cleber Pinto no Programa Terceira Visão Santista se apresentando como advogado do partido político santista. Pinto advoga para o vice-presidente Luiz Fernando Cardoso, mas não para a 3VS. Diretor jurídico da 3VS, Thiago Rodrigues, desconhece a presença de Pinto em qualquer ação da agremiação e planeja pedir a expulsão de Cardoso do partido político do Peixe.

Cabeça de Jornalista
Conselheiro do Santos FC, Luiz Fernando Cardoso, fez requerimento e colhe assinaturas para pedir a demissão de um jornalista que atua no Departamento de Comunicação do clube e mantém uma página pessoal de notícias no Facebook. Cardoso alega que o jornalista atualiza a página em horário em que deveria estar trabalhando para o clube.

Briga por votos
A motivação de Cardoso pelo requerimento é além de salvaguardar os interesses do Santos. O jornalista foi apontado na coluna Dia a Dia de A Tribuna como possível candidato a Vereador, postulação que Cardoso também deve ter em 2020. A briga é por votos mesmo!

Boa recuperação Manduca
Apesar de recentes diferenças, desejamos pleno restabelecimento ao jornalista Armando Gomes que faz muita falta no Esporte por Esporte da Santa Cecília TV e no Conselho do Santos FC.

Programa político
Armando terá um pepino para descascar até abril de 2020 no Esporte por Esporte. Isso porque é neste mês a data limite para candidatos saírem do ar em seus programas de televisão. A coluna descobriu que quase a metade dos membros do programa sairão candidatos a vereador em três cidades da Região. A saber: Nelsinho Filho (MDB) no Guarujá; Luciano Batista (PL) em São Vicente; além de Rui de Rosis (MDB), Denise Pires (Podemos), Wolney Lima (PSDB), e Wladimir Mattos (DEM) em Santos. Fora a sempre possível candidatura de Vicente Cascione (hoje no Pros). Se conseguir eleger todos mostrará nas urnas a força do programa.

Demissão do Piolho
Piolho ou Bozó, afilhado de Fábio Tchaka no Santos FC foi demitido do CT Meninos da Vila, que gerenciava. Segundo o blogueiro sem credibilidade Gean Marcelo, ele traficava no local. Quem exigiu a demissão foi Pedro Dória, emplacando um significativo aumento para Jones Sapulha gerenciar o local sozinho e ainda nas horas vagas ser segurança do membro do CG do Santos FC.

Obrigado doutores
Tenho que agradecer os três convites que recebi de médicos e funcionários da Santa Casa para comparecer no jantar de aniversário do hospital com show de Sidney Magal. Afinal, so convites custam R$ 400,00 e receber três é um senhor presente. Mas não irei e dei para amigas. Só comparecerei se o vice-provedor Luiz Polaco, e sua noiva Ana Mattos, dançarem “Sandra Rosa Madalena”. Ai sim a noite seria imperdível!!!

Valeu Sangue Jovem
Este jornalista agradece o convite da Sangue Jovem para comparecer na Quadra da Unidos dos Morros nesta sexta-feira (18) para participar da Festa da Escolha do Samba Enredo do Carnaval 2020. Espero de verdade que o enredo “Fora Peres” seja o vencedor. Uma pena o presidente do Santos proibir a realização da festa no Salão de Mármore Vasco José Faé. Afinal a Sangue Jovem representa o Peixe no Carnaval Santista.

Paulo Alexandre mal na Vila
Moradores da Vila Belmiro procuraram a coluna pois estão sendo prejudicados pela Prefeitura de Santos em dias de jogos do Santos. Paulo Alexandre obrigou todos os moradores do entorno que têm carro a tirar credencial para poderem adentrar em suas residências. Até aí tudo correto. O problema é que muitos já enviaram sua documentação há mais de três semanas e nada de credencial. Quer dizer quem mora tem punição dupla. Acho que vão esperar o término do ano para entregar as benditas credenciais? Ou será que chegaram assinadas já pelo sucessor de Paulo Alexandre?

Indignação seletiva
Estranha a indignação seletiva do presidente José Carlos Peres. Fez o clube dar uma nota oficializando de vez a saída de Adilson Durante Filho do quadro associativo, mas permite entre os gestores do clube alguém acusado de ameaçar e agredir a mãe,  tia e a avó.

Animado com museu
Peres anda animado com a chance de assumir o Museu Pelé. Será que ele sabe o quanto custa a manutenção e um prédio tombado pelo patrimônio histórico? É só pra se livrar dessa manutenção que o prefeito Paulo Alexandre quer repassar o museu.

Edinho pra quê?
Quem entendeu a fala de Peres dizendo que o Santos FC deve muito a Edinho e por isso irá contratá-lo? Edinho não recebeu quando jogou e trabalhou no clube? Ou Peres está assumindo a função social de reabilitação no Peixe. Esperar o que de quem contratou dois suspeitos de pedofilia e um agressor de menores?

Podemos Quaresma?
Quando podemos anunciar o relançamento da Pré-Candidatura do conselheiro do Santos FC, José Renato Quaresma a Prefeito de Santos? Vai ou não vai acontecer esse evento?

Mano Brow Presida
Um grupo forte de São Paulo articula a candidatura de Mano Brow a presidente do Santos FC. A mesma teria o apoio de Léo Bastos e outros ex-jogadores, como Clodoaldo Santana.

Mau exemplo
Excelente treinador, Jorge Sampaoli dá mau exemplo ao andar de motocicleta na contramão e sem capacete como denunciou o Globo.com. Além disso, qualquer ação social dele é divulgada na mídia. Luxemburgo, Dorival Júnior e até Emerson Leão tiravam a garotada da árvore e davam apoio financeiro aos meninos que vão ao CT. Apenas Sampaoli divulga seus atos em fotos.

Jubilados
A contragosto, Marcelo Teixeira jubilou diversos conselheiros nessa semana. A maioria da chapa de Peres (12). A ação fortaleceu Orlando Rollo. Dos 12 jubilados, 10 eram ligados a Peres e dois de outros grupos. Dos 12 suplentes, 10 são umbilicalmente ligados a Rollo, fortalecendo o vice no Conselho do clube. Entre os que saíram estão membros do pelotão de frente de Peres como o ex-diretor jurídico Daniel Bykoff (foto), o expulso Silvio Novelli e o advogado Gerson Lima Duarte.

Bem e mal na pesquisa
Falando em Marcelo Teixeira ele aparece com 7,3% na Pesquisa “Estimulada” de Candidatos a Prefeito de Santos do grupo Enfoque/Boqnews. Na sua frente estão apenas o deputado Kenny (PP), a deputada Rosana Valle (PSB) e o ex-prefeito Papa (PSDB). O pré-candidato oficial do partido de Teixeira, o PSD, o ex-desembargador Ivan Sartori, tem apenas 1,3%. Conselheiro do Santos e Pré-Candidato (será?) do Podemos à Prefeitura de Santos, José Renato Quaresma aparece na pesquisa estimulada com apenas 1,3%.