Credibilidade não se compra 1

Como a coluna adiantou na última edição, Emely Lima não é mais a treinadora das Sereias da Vila. Caiu após ser eliminada do Brasileiro pela Ferroviária. Você leu aqui primeiro que isso ia ocorrer!!! Agora resta apenas o Paulista para as Sereias disputarem. O único título de Emely na Vila foi o Paulista de 2018. Não vai deixar saudade.

Credibilidade não se compra 2

A coluna também adiantou que as contas do Peixe deveria sofrer novo bloqueio em função do processo movido pela FK Sports devido ao pagamento da intermediação paga pelo PSG ao Santos na ida de Neymar ao clube francês. A Justiça juntou os dois processos do caso em apenas um, reconheceu litigância de má-fé do Santos e determinou o bloqueio após o clube oferecer a Vila Belmiro, o CT e a Casa Meninos da Vila como garantias, recusadas pela FK, cujos argumentos foram aceitos pela Justiça.

Credibilidade não se compra 3

Este colunista, do alto de sua experiência jornalística, inclusive, como assessor de imprensa da OAB/ Santos, alertou o ano passado que o processo do Escritório Bonassa Bucker também dificilmente não bloquearia as contas do Santos. Afinal, Peres rompeu com o escritório e não honrou com os honorários advocatícios acertados anteriormente, praxe e obrigação do mercado ao trocar advogados em ação. Presidente pode sempre colocar advogados de sua confiança, mas jamais dar calote a quem estava nos processos. A Justiça reconhece isso. Portanto, Modesto Roma não tem culpa, afinal contratou o escritório para defender o Santos, mas, sim, Peres que trocou e não pagou.

Credibilidade não se compra 4

Diante desses fatos, a turma dos robôs e apaixonados (sejam descendentes de Gepeto, sobrinhos do Golden Boy ou mesmo bajuladores da bengala, ou todos eles juntos) deveriam se calar antes de criticar a honra e a competência deste jornalista. Os leitores sabem que aqui só leem fatos.

Volta do mentor da TEISA e do Guia I

Pouca gente percebeu, mas Álvaro de Souza, mentor do Grupo Guia e da Terceira Estrela Investimentos, voltou ao Santos. Para quem não lembra, ele é ex-membro do Comitê de Gestão de Luiz Alvaro de Oliveira Ribeiro e presidente do Conselho da CSU quando ela firmou o famigerado contrato que permitiu Sadam Hussein e Al Capone se associarem ao Santos. Não é nada ético um diretor de duas empresas fazer um contrato lesivo ao Santos? Porque o Conselho não o expulsou do quadro associativo? Álvaro de Souza procurou Peres e colocou uma campanha da WWF (aquela cujo símbolo é um Panda), entidade de meio ambiente que presidiu de 2002 a 2013 e hoje é membro do Conselho Consultivo, na camisa do Peixe no empate com o Fortaleza. Atitude que ele também teve na gestão de LAOR em 2010. De novo, o Santos dá de graça seu espaço mais nobre para agradar aliados políticos, em que pese a importância de limparmos os oceanos e cuidarmos dos bichos.

Volta do mentor da TEISA e do Guia 2

Álvaro de Souza está envolvido com a gestão de Peres desde o começo. Foi ele que negociou o contrato feito com a Globo por Peres em março de 2018. A coluna confirmou com um alto executivo da emissora, que costuma chamar Souza de Luiz Alvaro. O executivo não está errado. Quando a história era ter vantagens no Santos FC, Laor e Alvaro de Souza eram praticamente a mesma pessoa. Álvaro de Souza criou o grupo Guia, o primórdio do famigerado Comitê de Gestão, elaborado por LAOR na mudança estatutária de 2010. Também idealizou a Terceira Estrela Investimentos, a TEISA, que comprou 5% de Neymar e tinha Souza como um de seus “investidores”.

Volta do mentor da TEISA e do Guia 3

Álvaro de Souza saiu do Peixe em 2013, renunciando ao Comitê de Gestão assim que Neymar foi vendido. Só uma coincidência… Peres trouxe de volta ao Santos.

Só falta

Só falta Peres negar o retorno de Álvaro de Souza como negava o de Renato Duprat, o amigo Gasparzinho, que esta coluna cansou de denunciar e ele negar, até ser desmascarado em uma reunião do Conselho pelo combativo conselheiro Clóvis Cimino, eleito por Peres como “O Fofoqueiro”. Após o episódio, passou a defender Duprat e a reconhecê-lo como aliado.

Caso BH

Deve ser coincidência a presença de Álvaro de Souza na gestão Peres, afinal a negociação de Bruno Henrique com o Flamengo em nada se parece com a de Neymar com o Barcelona. Afinal foi de clube para Clube. Tem declaração do Peres dizendo isso, apesar do Flamengo dizer que custou R$ 3,6 milhões a mais, sendo um dos beneficiários Renato Duprat.

Conselho lamentável

É de se lamentar a omissão do Conselho Deliberativo nesse caso da negociação de Bruno Henrique. Muito se fala, mas até agora nada foi feito para apurar os R$ 3,6 milhões em comissões pagos pelo Flamengo a intermediários, apesar de Peres negar que isso aconteceria.

Falta

Nessas horas, a coluna lamenta a renúncia do ex-conselheiro efetivo do Santos, Miguel Rollo, que deixou o cargo há 12 anos e que faz falta no plenário do egrégio por seu conhecimento de clube e sensatez.

Corró Presidente

Vice-presidente do clube na gestão Samir Abdul-Hack, o ídolo Clodoaldo Tavares Santana está nas ruas fazendo campanha visando 2020. Um dos apoiadores na surdina é o ex-presidente Marcelo Teixeira, adversário histórico de Abdul-Hack. Nada como o tempo.

Sugestão da Dona Valéria

A maior apoiadora da candidatura de Clodoaldo é Valéria Simões Teixeira, esposa de Marcelo Teixeira, que não quer nem o marido e nem o filho enfiados na gestão do Santos mais.

Nenhum eliminado

Cotidianamente, o Conselho Deliberativo elimina, por jubilamento, seus membros que faltam demais, chamando seus suplentes. A coluna entrou em contato com Marcelo Teixeira que confirmou que ainda não eliminou ninguém em sua gestão no egrégio. Mas, já tem um levantamento da Secretaria para tomar as medidas necessárias. Vem degola ai.

Salvo da degola

Ausência sentida nas reuniões do Conselho é do conselheiro eleito na chapa de Modesto Roma Jr, Bruno Covas, que foi,  no máximo, em duas reuniões. Porém, como prefeito eleito de São Paulo, suas faltas são abonadas pelo Estatuto Social.

Saco cheio

No vinho após um programa famoso em São Paulo, o diretor de Futebol do Santos, Paulo Autori, o diretor que não negocia com ninguém, confessou a amigos e jornalistas que mal chegou e está cansado de José Carlos Peres e Jorge Sampaoli. Já está vendo um novo emprego no mercado.

Não para

Nos últimos três anos, Autuori não parou em lugar nenhum. Passou por Atlético PR, Fluminense, Ludogorets, da Bulgária, e Atlético Nacional, da Colômbia, com passagens curtas e mudanças de função, às vezes, no mesmo clube.

Trem da Alegria

Impressionante o Trem da Alegria do Santos em uma Feira de Futebol nessa semana. Funcionários, gerentes, diretores, gestores, conselheiros, ex-jogadores, todos presentes. Só conferir nas redes sociais. Até cinegrafistas, monitores do museu e funções de menor escala. Foi o clube que bancou tudo isso?

Apoio federal

Pré-candidato a presidente do Santos, o ex-conselheiro Valter Conde Lopes, que presidiu a Beneficência Portuguesa, comemora muito o apoio que obteve de um deputado federal santista. Porém não revela o nome nem para Filetti, seu candidato a vice.

Peres Possesso

Presidente do Santos FC José Carlos Peres está possesso e pode sobrar para o gerente de Marketing, Marcelo Frazão. Tudo devido a realização de um jogo de master em Poço de Caldas com a participação de vários ex-jogadores que possuem contrato com o clube e com apoio do setor de marketing. O problema é  que a partida foi idealizada pelo embaixador do Santos em SP, Ricardo Agostinho, desafeto declarado de Peres.

Auditoria

Além da embaixada, o evento foi organizado pela Associação Família 1912 que contratou via cachê. Peres pediu uma auditoria, pois a embaixada não pode pagar nada a embaixadores e ele acha que Agostinho recebeu.

Falso testemunho?

Não é a primeira vez que Peres encrenca com Agostinho. Ele abriu sindicância no clube para apurar as vendas de ingresso na Farmácia de Agostinho, que são, segundo Peres, todos só meia-entrada. A sindicância foi aberta há meses e ainda não foi finalizada. Há quem diga que a acusação de Peres não se confirmou. Seria um falso testemunho ou nova litigância de má-fé depois do caso FK Sports?

Substituta

Quem irá treinar as Sereias é a dúvida de Peres no momento. A única certeza é que o ex-genrão, gerente de Futebol Feminino e autor de áudio na campanha detonando a cidade de Santos, Alessandro Soares, não participará da escolha. Peres desconfia do quase parente desde antes de ser eleito presidente.

Nas mãos do Golden Boy

A coluna apurou que a nova treinadora será contratada pelo membro de Comitê de Gestão que já foi “printado” em grupo de whatsapp criticando o futebol feminino. Todos conhecem quem é, nem precisa de DNA.

Empate indigesto

Jogando contra um time B do Atlético-PR, o empate deste domingo (08/09) na Vila foi indigesto. Era tudo o que Peres queria para dar uma banana para Sampaoli e mandar jogos no Pacaembu.

Odiados

O jogo pode ser considerado como a partida do Ódio. Afinal, são os clubes de dois desafetos do presidente da CBF (Peres e José Mario Petraglia, que também são desafetos entre si) e de duas torcidas que se odeiam. O ódio é tanto que parece que contagiou os dois treinadores em campo.

Ódio maior

Na CBF, o ódio é maior por Petraglia. Nem nisso o Peres consegue ganhar com sua “penetração” na principal entidade do futebol nacional. Pra bom leitor, um pingo é letra.

Time na prancheta

Quem anda escalando o Santos junto com Sampaoli é Carlos Sanches, Vitor Ferraz e (pasmem) Felipe Aguillar. A junta foi instituída pós empate com o Fortaleza. O estilo de jogo do Santos mudou. Mas os resultados não chegaram.

Reunião importante

Nesta segunda-feira (9), acontece esperada reunião do Conselho Deliberativo para votar o parecer da Comissão do Estatuto nas emendas apresentadas pelos conselheiros ao projeto de reforma estatutária. A reunião promete ferver.

Movimentação

Muitos conselheiros estão querendo votar todas as emendas em separado e já apresentaram pareceres nesse sentido à Mesa.

Prometeu e não cumpriu

A Comissão do Estatuto (Rodrgo Lyra, Tiago Marsaioli, Leopoldo Lisboa e Marcus Vinicius Lourenço Gomes) enviaram carta aos conselheiros prometendo se reunir com todos que apresentaram emendas ao estatuto e explicar o porquê delas  terem sido rejeitadas. Porém nem todos foram chamados para a conversa ao pé da orelha. Apenas os “mais chegados”.

Falta de respeito

Os conselheiros que apresentaram emenda estão indignados com a Comissão do Estatuto que apresentou o mesmo parecer para as emendas reprovadas e também para as aprovadas. Um diz concordamos e obrigado por participar e o outro não concordamos e obrigado por participar. Ou seja, analisaram 200 emendas, exigiram dos conselheiros justificativa e deram seu parecer sem apresentar a razão de cada ideia. Uma falta de respeito da comissão com os colegas.

Edital errado

Segundo um conselheiro com formação jurídica há vários erros de direito que invalidarão no futuro toda a aprovação do Estatuto. O artigo 58 do Estatuto Social diz que é preciso a presença de metade dos conselheiros para realizar reuniões de mudanças estatutárias. E o edital diz que a reunião começará em segunda chamada com qualquer número de conselheiros.

Só Profut

É possível que seja votada apenas uma emenda, que foi apresentada por cinco conselheiros diferentes, que apenas acrescenta as mudanças exigidas pela Lei do Profut no Estatuto vigente.

Cheque-mate

Um conselheiro conhecedor do Estatuto diz que Marcelo Teixeira foi cirúrgico como bom jogador de xadrez. Colocou as mudanças que queria junto com as do Profut e deixou o prazo correr. Agora, a faca está no pescoço dos conselheiros. Se o plenário não aprovar as mudanças em uma próxima reunião, o Santos pode ser mesmo eliminado do Profut.

Vetar tudo

Um experiente conselheiro ligado ao grupo de Andres Rueda, a Santos 100 Fronteiras, diz que seu grupo fechou questão e não vai aprovar o texto final do Estatuto Social. O grupo tem cerca de 15 conselheiros.

Pró-Santos?

Quem também deve tomar essa medida são os conselheiros do Grupo Pró-Santos, outra corrente liderada pela vontade de Rueda e encabeçada por Vitor Sion, conhecido despachante do presidenciável. Se a Pró-Santos reprovar o Estatuto, há quem defenda que deve mudar de nome para Contra o Santos.

Artigo Wladimir Mattos

Parágrafo Único do Artigo 18 da proposta final da Comissão do Estatuto é chamada internamente de Emenda Wladimir Mattos. Conselheiro eleito do Santos e diretor de Futebol de Base da Portuguesa Santista, ele teria o mandato de conselheiro cassado por atuar no clube de Pinheiro Machado se a proposta for aprovada. Além disso, é empresário de futebol, o que o estatuto vigente já proíbe, só que ninguém pede a eliminação dele.

Emenda Peres

A emenda que obriga o presidente pagar a diferença que aumentou da dívida do Santos do próprio bolso, proposta pelo conselheiro Raphael Vita, com base em entrevista de Peres a Ricardo Perrone antes da eleição, não foi adicionada à proposta e foi vetada pela Comissão do Estatuto. Vita apresentou a emenda com 30 assinaturas de conselheiros. Com isso, o plenário pode derrubar o veto, se quiser. Peres está com medo da aprovação dessa emenda e não pode se manifestar do contrário.

Eleição individual

Outra emenda polêmica de Vita é a eleição individual para vagas do Conselho Deliberativo, podendo os sócios votarem em cinco nomes. Bem aceita por conselheiros, a emenda não foi aprovada pela Comissão do Estatuto. O veto também pode ser derrubado em plenário e a tendência de bastidor é, se for votada, isso acontecer. Se aprovarem a emenda do Profut, mais nenhuma emenda será votada, nem essa.

Dificilmente passam

Vita apresentou muitas emendas polêmicas. Uma dela suspende o mandato de conselheiro que tiver parente trabalhando ou prestando serviço no clube. Outra suspende o direito de voto de sócios-funcionários durante o período de contratação. Essas não passaram na Comissão do Estatuto e dificilmente passam em plenário.

Passou

Única emenda que passou de Vita é a manutenção do voto  que tiver menos de um ano de associação, em virtude do direito adquirido. Essa emenda, apesar de legal, revoltou muitos conselheiros que entendem que Peres está enchendo o Santos de sócios. Segundo eles, o número de sócios tem aumentado em 12 mil por mês. Um recorde histórico se for mesmo fato. Este blog vai apurar essa informação.

Pelé não

Conselheiro que mais apresentou emendas, o defensor público Alexsandro Pereira Soares teve vetada emenda de sua autoria que previa a aposentadoria definitiva da Camisa 10 do Santos em homenagem a Pelé. Ele vai tentar derrubar o veto no plenário

Não ligou

Alexsandro afirmou a coluna que, ao contrário do que saiu na última coluna, ele não recebeu nenhuma ligação de Marcelo Teixeira, pedindo para ele não impedir fala de Fernando Volpato na reunião do Conselho Deliberativo. Democrático, este colunista publica a afirmação do conselheiro, mas não retira uma linha do que publicou anteriormente sobre o caso.

Salário do vice

Defendido por José Macedo Reis, o salário ao vice-presidente foi aprovado e anexado na proposta da Comissão do Estatuto.

Ouvidoria vetada

Esmeraldo Tarquínio apresentou muitas emendas que foram aceitas pela Comissão do Estatuto. Uma das únicas vetadas é a que transfere a Ouvidoria do Conselho para a Diretoria. A proposta tinha apoio de vários ouvidores do clube, mas não foi considerada pela Comissão.

Guerra dos hambúrgueres

As notas da briga da Santa Casa fizeram com que um amplo dossiê, do tamanho de uma bíblia, chegasse a este colunista, e mostrando que o caso vai muito além da Guerra dos Hambúrgueres envolvendo o McDonald´s e o Burger King. Impressionante como as pessoas se utilizam da Santa Casa em benefício próprio. São tantos casos de advogados de postura duvidosa, “irmãos” conselheiros da Santa Casa patrocinando ações contra o hospital, mortos fazendo dôssies, patrocínios desnecessários, romances indevidos, quebra de cinco equipamentos no mesmo dia, dois salários para a mesma boca, sublocações, obras desnecessárias, deputados indicando emendas e exigindo contratação de aliados, favorecimento de parentes, dupla cobrança de procedimento médico, leis burladas e crimes diversos que davam uma série da Netflix com mais de 10 temporadas. Envolve muitos poderosos da Cidade. Vamos apurar o caso e soltar nos próximos dias muitas matérias sobre o tema.

A conferir.