Nesta semana, você vai saber alguns detalhes da parceria Santos e Bolton Holding; sobre Peres , o Tim Maia do Futebol; vai saber que a princesa Rocco Rocco está causando no CT Rei Pelé e irritando Sampaoli; detalhes sobre a reforma do Estatuto e muito mais.

diomedi

CEO do Bolton Holding

Em contato com o Blog Santos Em Off, o CEO do Bolton Holding Group, Roberto Diomedi, corrigiu algumas informações contidas no texto publicado com informações exclusivas sobre a parceria com o Santos. Apesar de ter dito que o texto tinha “muito erros” ele disse que o atual primeiro-ministro e vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos e emir de Dubai,Mohammed bin Rashid Al Maktoum, chamado de Sheikh Mohammed, não é acionista da Bolton Holding, mas, sim, a famíia real dos Emirados Árabes Unidos, Al Qasimi. Citou ainda que a Bolton Coin não está envolvida na parceria, mas a Bolton Holding, por enquanto. Não contestou mais nada. Ponto para o blog.

Tim

Comprometimento

Peres parece que não aprende. Está virando o Tim Maia do futebol. Não pelo talento, mas pela falta de cuidado em atrasar horas ou, simplesmente, não ir a compromissos pré-agendados, todos envolvendo o clube. A Coluna sabe que em, pelo menos dois, encontros com o Grupo Bolton Holding, ele deu o famoso “bolo”. Depois um exército de colaboradores saiu para apagar os incêndios. Tim Maia, grande cantor, morreu levando a fama de sumir dos shows em que era contratado.
Problemas no castelo

Daniela Rocco Peres, a princesa Rocco Rocco, filha de José Carlos Peres, está dando mais trabalho que mãe de miss ou pai de jogador de futebol. Além dos bate-bocas com torcedores santistas nas redes sociais, agora, é Jorge Sampaoli, que quer evitar a presença quase constante da princesa Rocco Rocco no CT Rei Pelé.

Piti real

A princesa Rocco Rocco, inclusive, teria sido a protagonista de um “piti” antes do embarque do elenco santista para a partida contra o Atlético Goianense, pela Copa do Brasil. As “cenas fortes” teriam irritado ainda mais a comissão técnica do Santos.

Uns comemoram

O presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Marcelo Teixeira, comemora o sucesso da reunião do dia 2, quando foram apresentadas as mudanças no estatuto do Peixe. À coluna ele revelou que compareceram 182 conselheiros, houve exposições da Comissão Estatuto e dos escritórios de advocacia. “Foi excelente, agora abrimos novo prazo para sugestões e emendas até o dia 22/4”, disse.

estatuto

Outros criticam

Um influente conselheiro, em contato com a coluna disse que a reunião “foi um circo e os conselheiros, palhaços”. ” A Mesa e Comissão estão fechadas e acham que vai passar tudo. O advogado contratado abria para perguntas e ele mesmo perguntava e respondia. Além disso, vão aceitar emendas feitas pelos conselheiros e já sabemos que nenhuma entrará na redação final. Uma comédia”, esbravejou.

Perguntar não ofende!

Como está e fica a firma contratada pelo José Carlos Peres para apresentar o voto a distância? Por que a Comissão de Estatuto e os advogados contratados e a Mesa não incluíram o voto a distância entre as mudanças? Como fica a promessa de campanha de Peres sobre o tema? Esse artigoo simplesmente desapareceu. Até as discussões sobre o assunto deixaram de existir.

Contas de 2018

Marcelo Teixeira reiterou que a próxima reunião do Conselho Deliberativo será no dia 15/4, um dia após a data de fundação do alvinegro praiano, para apreciar, discutir e votar o parecer do Conselho Fiscal sobre as contas de 2018. A Coluna apurou que a dívida cresceu muito e tudo aponta para a rejeição como já foi informado por aqui.

Não vai ser fácil

Conselheiros garantem que o contrato de parceria entre Santos e Bolton Holding será investigado do começo ao fim.

Alfinetou

O conselheiro Miltinho Teixeira opinou sobre as alterações do Estatuto. “As sugestões de alterações estatutárias estão sendo feitas sem os devidos debates o que está gerando muita insatisfação entre os conselheiros. Muitos membros enviaram suas sugestões que foram ignoradas pela Comissão de Estatuto e pelos escritórios. Percebe-se articulação para centralização de poder no clube, o que é temerário e caminha na contramão da tendência mundial de governança corporativa”, disse à Coluna.

Impeachment diferente

Um grupo de conselheiros está articulando mais um pedido de impeachment. Não é do Peres. Estão querendo a saída de Marcelo Teixeira pela forma que ele vem conduzindo a reforma do Estatuto, que contraria, inclusive, o atual estatuto.

Está no sangue

Miltinho, por sinal, garantiu que nunca conversou com Andres Rueda sobre uma provável candidatura como vice na chapa dele. Inclusive, ele estaria sendo sondado para ser cabeça de chapa em 2020. Rueda teria coragem de aceitar e meter a colher na desavença entre os irmãos Miltinho e Marcelo Teixeira? Aposto um picolé de uva que não.

Chegou à CIS

Pelas mãos de Adilson Durante Filho chegou à Comissão de Inquérito e Sindicância o processo envolvendo a ligação telefônica entre Well Cotoquinho e Ricardo Feijó, ex-integrante da diretoria santista.

stones

Rolling Stones

Sócios e conselheiros estão estranhando que os boletos que precisam ser pagos estão vindo no nome da empresa Stones Pagamentos S/A, não do Santos FC.A Stones atua também no seguimento de máquinas de pagamento (débito e crédito).

Pesar

A coluna lamenta o falecimento do conselheiro Jorge Corrêa da Costa, ex-gestor na administração Modesto Roma, e eleito pela chpa de Andres Rueda.

A conferir.

off3