*Graziela Rocha Raymundo

Vivemos em tempos turbulentos em todos os hemisférios do Planeta Terra. Se formos enumerar, seriam muitos tópicos de todas as adversidades transitando para o lado negativo da polaridade. Isto é, nos referimos aos contextos macro e micro, falamos aqui de acontecimentos que já são por si só, e não podemos mudá-los, mas, sim, emanarmos energias, para uma possível transmutação.

Os acontecimentos e interações micros, podemos interagir por meio de nossas escolhas e posicionamentos, desenhando em nossos cenários pessoais, mais tranquilidade, paz, harmonia e amor. Já os macros negativos, que vão e estão além do nosso controle de interação física, podem ser amenizados por nossas mentes.

Nossa Mente é Poderosa! Temos de exercitar o controle sobre ela. Acreditamos e fato é, que a maioria dos seres encarnados e ou desencarnados que aqui vivem, não sabem disto. Não se interessam e não questionam sobre estes
assuntos. Na verdade temos em nosso saldo contábil da Terra, pouquíssimos Buscadores da Luz. Se assim não o fosse, não estaríamos assistindo a todo este caos planetário, interligado especificamente, ao qual nos referimos no
momento, ao grau da Moralidade Humana.

Mas o que viemos aqui fomentar e trazer como reflexão é como nos comportamos diante deste “espetáculo”. Uma frase que nos veio à mente agora e vamos compartilhar aqui com você : “O Que é Nosso Encontrará uma Maneira
de Chegar até Nós”! Sim, por isso não dispense suas energias insistindo em algo que persiste em não dar certo, e a te dizer que “não”. Se o resultado que esperava não saiu como o planejado lembre-se que pode ser um livramento. Ou simplesmente, entre outras palavras, não estava escrito na sua programação humana. Cada um de nós tem um aprendizado, uma missão, para executar aqui, e quando nossas mentes se abrem a estas possibilidades, nos tornarmos mais curadores de nós mesmos. Começamos a expandir nossos pensamentos e junto a eles,
começamos a analisar a vida, e as circunstâncias que nos são impostas em tais situações, por conseguinte, ao ver tudo não com os olhos físicos, mas com nossas percepções sensoriais, o tal sofrimento vem a desaparecer,
simultaneamente.

Quanto mais conhecimento agregarmos nesta jornada, e transformá-las em sabedoria, isto é, na busca da teoria, desabrochar dentro de si, a essência una, que lá está, o exercício terreno fluíra com mais sutilidade. Isto se concretiza
com o sentimento de misericórdia, compaixão a todos e pelo universo. Com atitudes de luz, amor, paz, libertando-se cada vez mais do ego e das paixões  mundanas. Quando nos questionamos sobre: quem somos? de onde viemos?
porque estou passando por estas instabilidades? qual minha missão aqui? entre inúmeras outras perguntas que fizemos a nós mesmos, mais nosso intelecto expande, dimensiona a outros patamares. Assim, nos elevamos a níveis onde nossa compreensão sobre as questões desafiadoras da vida, ficam mais fáceis de serem interpretadas e consequentemente, resolvidas ou afastadas.

Quanto mais nos desprendemos da matéria, para entender o viés dos acontecimentos que nos permeiam, saímos da situação de reféns dos fatos, do sistema, dos padrões existentes neste plano dual, de grau evolucionário
baixíssimo. Abolindo o pensar de âmbito material, e praticar o pensamento de forma transcendental, a vida fica mais leve e mais sublime. Este investimento vale a pena. Como assim investimento? Vamos contar para você! Estamos entrando em uma nova era, do compartilhamento. Onde o dividir será somar. A moeda que usaremos fará parte de uma rede, onde todos receberão e compartilharão. Será chamada de moeda da gratidão, onde quando uma rede ou grupo ganha, todos seus membros ganham também proporcionalmente aos níveis de serviços prestados e envolvimento com o proposto. Pequenos atos, grandes gestos de gratidão. No momento, já estamos vendo muitos compartilhamentos em nossas redes virtuais, no caso compartilhamento de informações, na ajuda humanitária, mas muitos outros virão…

Voltando à questão que viemos refletir com você, tente não ser rígido e imóvel sobre as questões que forem impostas, certamente se assim são, não virão a somar em sua balança e te trazer algo de bom e positivo. Se você
compreender que o “acaso não existe”, e que, se não está dando certo, mais uma vez, seja com uma pessoa, projeto, empresa, uma situação, entenda: existe plasmado no Universo, outro plano para você. E das coisas errôneas da
sua vida, retire somente o aprendizado, entregue, solte para o Universo, não guarde nenhuma insatisfação consigo.

Como protagonistas de um grande teatro, de ilusões, porém precisas para nossa evolução, não temos consciência plena do nosso “script”. Mas, vamos nos surpreender com tantas histórias que virão e que o Universo preparou para
nós vivenciarmos. Histórias inimagináveis. Não temos nem ideia do que está escrito em nosso “script”, mas já está pronto. Vamos aqui e ali vivendo e interagindo com as pessoas e situações, nesta bela atuação, e a cada ciclo, do
que somos orientados a fazer, pelo cosmo, pelos amparadores e pilares de consciência, isto é, a manifestação do que já é planejado, vai ser protagonizada, escrita.

No meio da grande peça teatral, é que temos que procurar ser sábios. Não nos entregar ao desespero e aflição, por papéis que não são nossos. Aprender que, o não ouvido e o dito, já estavam grafados. É um sinal do Universo para você dizendo, que não é por aqui, é por ali ou por acolá… Desta forma e sabendo mais sobre as pessoas e as coisas, perceberá e ficará mais atento ao seu manual de instruções, ao seu mapa pessoal, sua lenda pessoal.

Ao invés, de se sentir contrariado, infeliz, somatizando emoções de realidades que não são suas, interprete a cena apresentada, entregue a outros, se não for sua. Mesmo porque aprendendo a observar as pistas, saberá que tal papel não é seu, assim não guardará tais conflitos em sua mente e em seu coração. Entregue, Solte, Confie o Evento ao Universo, esta é a maneira mais contundente a agir. O agir não agindo, o Wu Wei da filosofia taoista. O Wu Wei,
não significa a estagnação do ser, mas sim, em não forçar as coisas a ser como queremos, por questões do ego. Mas sim evitar uma ação e comportamento desnecessários, diante dos fatos. Temos muito a aprender, a interpretar, a se posicionar diante dos cenários que se mostram para nós. Sem contar com o exercício pessoal, de ir se desprendendo do ego, que nos limita e nos ilude…

“Vamos deixar de dar tanta importância aos títulos e nos voltar para a essência das pessoas e das histórias?!.”
A mensagem a ser deixada aqui é: trabalhem a si mesmos, o seu amor próprio. Existe algo muito maior que os olhos físicos não estão habilitados para ver, mas com sua intuição você poderá sentir e ser orientado. Preste atenção
nela, sua intuição não te passará rotas erradas. Ela está conectada a sua verdadeira essência transbordando os sinais e te guiando em sua trajetória terrena, às escolhas mais assertivas. Vendo e expandindo diante de novos
conceitos e visões, você começará a desabrochar sentimentos de compaixão, misericórdia que tem dentro de si para com os desequilíbrios mundanos, e também para os seres que estão perdidos, agindo de formas trevosas no
Planeta. Estas consciências necessitam da nossa emanação de luz, precisam de exemplo, bem como, a Terra.

Aqui fica o Convite, para que sejamos Nós, os mais Sábios Observadores,
Compartilhadores do Bem, da Compaixão, da Misericórdia e do Amor.

Graziela Rocha Raymundo – Coach Self | Carreira | Empresarial |
Executivo | Economista | Financial Advisor Specialist |
Gerente Corporativa Network Share Coaching
www.gruponetworkshare.com