Reprodução

A cidade de São Paulo tem perto de 12 milhões de habitantes. Santos possui pouco mais de 400 mil. A grande dimensão da Capital fez com que o município fosse dividido em subprefeituras. São 20 no total.  Em Santos, em 2015, a ideia foi copiada. Apesar de ter quase 30 vezes menos gente morando aqui, a Cidade tem cinco subprefeitos. Você conhece algum deles?

Na Capital, os subprefeitos são chamados para falar sobre os problemas nas suas áreas. Aqui, esses departamentos prometem ” garantir, com agilidade, a limpeza, manutenção e recuperação de espaços e prédios públicos”.

Na prática, as subprefeituras atuam mesmo para pintar sarjetas, poda de árvores e recolher entulho.Não que sejam serviços de pouca importância, mas insuficientes diante dos problemas existentes e das estruturas e do quadro de funcionários que possuem.

As subprefeituras da Orla e Centro funcionam no mesmo endereço, na Avenida Senador Feijó. Se a Prefeitura é no Centro, qual o sentido de uma subprefeitura? Por que uma subprefeitura da Orla tão distante da sua zona de atuação?

Pelo bem da informação, numa pesquisa pela internet, esses são os subprefeitos: Morros – Luiz Bezzi Pasquarelli; Área Continental – Cláudio Trovão; Região Central Histórica – Rodrigo Cavaleiro; Zona Noroeste – Acácio Egas; Região da Orla e Zona Intermediária – Fabiana Ramos Garcia Pires.A conferir.