​Reprodução

Uma  ação do Ministério Público, provocada pela denúncia de um ex-vereador, fez Rivaldo Santos, Ouvidor Municipal, instaurar uma sindicância para apurar se um advogado, em plena atividade profissional, estaria exercendo um importante cargo de confiança dentro da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O caso existe há dois anos e a sindicância vai apurar “eventual conflito de interesses e /ou incompatibilidade entre o exercício de atividade privada de advocacia e o exercício em cargo de comissão e outros fatos”. A provável exoneração do causídico não abala em nada o bloco de apoio do prefeito Paulo Alexandre Barbosa. O cargo pertence ao PSB, mais precisamente ao vereador Benedito Furtado. 

Apesar de ser só mais um cargo dentre  outros que o PSB tem no Governo Tucano, ainda não se sabe qual será a reação de Furtado,  conhecido pelo temperamento explosivo. Vai gritar ou lavar as mãos? A sindicância tem 30 dias para apurar tudo. A conferir.