O vereador santista Kenny Mendes (PSDB), o parlamentar mais votado nas últimas eleições, será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no dia 5 de setembro, terça-feira. Caso o TRE aceite o recurso, o vereador pode ter seu mandato cassado.

Ele é acusado de ao registrar sua candidatura ter declarado falsamente ser natural de Cubatão, mas após investigação,o Ministério Público Federal (MPF) concluiu que o parlamentar nasceu mesmo em Thompson, no Canadá.

O recurso foi impetrado pelo advogado Nobel Soares que pede também a nulidade dos 24.765 votos recebidos por Kenny, já que o político não tem naturalidade brasileira, por isso, é inelegível, já que não atende aos requisitos constitucionais.

Kenny nasceu em 1971 e é filho de pais portugueses. Ele possui uma certidão de nascimento e passaporte canadenses e um currículo que informa ser natural do país da América do Norte e graduado em engenharia bélica na Ottawa Academic Military University.

Ele teria usado uma falsa certidão de nascimento em Cubatão, emitida em 20 de maio de 1977 por seu pai, já falecido, para conseguir seu RG, CPF, CNH, passaporte brasileiro, abrir empresa, tirar carteira de trabalho e se alistar no exército brasileiro, possibilitando que tirasse título de eleitor e registrasse suas candidaturas em 2012 e 2016. A conferir.