Fotos: Reprodução
O advogado Airton Sinto, contratado pela família de Matheus da Silva Nascimento para trabalhar na acusação do goleiro Raphael Aflalo Lopes Martins, que atropelou e matou o estudante na Avenida Epitácio Pessoa, no bairro da Aparecida, em 9 de abril passado, solicitou à autoridade policial responsável pelo inquérito as informações sobre os motivos do acusado pelo crime estar com sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, no dia do acidente.
Airton Sinto pediu também ao delegado que recolha o passaporte de Raphael Aflalo Lopes Martins já que o goleiro acusado pelo crime estaria pensando em sair do País. O Blog Santos em Off apurou que Aflalo poderia ir para Portugal. O advogado ainda não recebeu a resposta do delegado.
 
Morador de São Vicente, Matheus estudava e ajudava o padrasto Charles Nascimento da Silva num carrinho de bebidas na praia. De acordo informações da Polícia, Matheus e Charles Nascimento da Silva, padastro dele, atravessaram a avenida com o carrinho, quando foram surpreendidos por uma carro BMW 318 IA, placas BIA 0215, cor prata, de Santos. Com o impacto, o estudante foi arremessado a alguns metros. Ele foi levado ao hospital, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e faleceu.
A BMW ainda atingiu um veículo que estava estacionado na avenida.  Raphael estava com sua CNH vencida,  tentou fugir, mas foi impedido por pessoas que estavam no local.  O caso foi registrado como homicídio culposo (sem intenção) na direção de veículo automotor.
PROTESTO
No domingo, dia 25 deste mê, às 14 horas, na Fonte do Sapo, no Bairro da Aparecida, familiares e amigos prometem fazer mais uma manifestação para homenagear Mattheus e lembrar seu aniversário, que foi no dia 20 passado. Com camisetas, faixas, cartazes e panfletos vão pedir rapidez à Justiça e responsabilização de Raphael Aphalo, que pertence a uma das famílias mais ricas e influentes da Cidade. O padrasto de Matheus é ambulante e a mãe, cozinheira desempregada. A conferir.