Com 29.968 votos na eleição para deputado estadual em 2014, o professor Fabião, atual secretário de Cultura de Santos, é atualmente o primeiro suplente do PSB, na Assembleia Legislativa. Em 2017, o socialista terá de ficar com um olho em Santos e outro em Brasília.

O deputado Abelardo Camarinha (PSB) teve sua diplomação cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral, acusado de uso indevido dos meios de comunicacão na campanha eleitoral. Camarinha só sai do cargo depois de transitado em julgado os recursos apresentados por sua defesa ao Tribunal Superior Eleitoral. Caso o atual deputado não consiga reverter a decisão do TRE, o professor Fabião veste o paletó e segue para dar expediente na Capital.

O advogado Cristiano Mazeto  disse ao Blog que ainda não existe data para apreciação dos recursos. Fabião garante que não tem acompanhado a situação. Para pessoas próximas, ele revelou que não tem acendido velas pela cassação de Camarinha, mas que tem vários fósforos na gaveta.

Um dos poucos secretários que serão mantidos no novo mandato do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, Fabião pode ter um dilema pela frente. Caso seja conduzido à Assembleia, o socialista desiste,  fica em Santos e corre o risco de ser rifado pelo atual prefeito, que tem problemas para cumprir acordos políticos, ou vira deputado estadual e dá andamento a seu projeto político. A conferir.