Quatro passagens sem nível no VLT

faria

Fotos: Reprodução

A sensação é aquela de que deram um tapa na obra para poder funcionar e mostrar que a Cidade vai bem, até porque quando as coisas vão mal “Geraldinho aparece no Litoral”.

O dinheiro público quando é torrado em contratações de amigos e outras coisas, acaba mesmo. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) previa , no seu projeto original,  cinco passagens de nível nas avenidas Ana Costa, Conselheiro Nébias, Washington Luís Pinheiro Machado e na rua Visconde de Faria, no Campo Grande.

passagem

Somente a obra da Pinheiro Machado, no José Menino,  foi feita, com um piso emborrachado que possibilita que os carros passem de um lado para outro sem solavancos e risco de afetar a suspensão do veículo. Como o jeito nos últimos meses é ir empurrando com a barriga, Governo do Estado e Prefeitura de Santos deixaram os motoristas à própria sorte, já que o importante é o VLT funcionando.

Parece que é algo sem importância, principalmente pra quem não tem carro, mas demonstra que se até pra isso a verba acabou, imagine para a Saúde, Educação etc. A conferir.

1 Comentário

  1. Realmente e uma calamidade publica este trabalho realizado por esta via do VLT

    Para se passar nesta passagens o carro sofre um tranco que pode acarretar problemas em nossos carros
    Alem desses deixaram uma canaleta ou um buraco no meio da pista de quem passa pela Francisco Glicério logo apos passar o Mendes e virar à direita.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*