A dança dos microfones nas rádios de Santos

​Reprodução

Não existe nada de oficial ainda, mas grandes mudanças podem acontecer em breve nas rádios de Santos. De acordo com o que foi apurado pelo Blog Santos em Off, a frequência 99,7 FM, onde será transmitida a CBN/Santos até esta terça-feira, dia 31 de janeiro, passaria a transmitir a programação musical da Saudade FM, que também está na 100,7.

A Saudade FM pertence a Marco Aurélio Vieira, o Marcão, sócio dos irmãos Gil e Beto Mansur, na VTV-afiliada do SBT na Baixada Santista. Marcão seria sócio também dos Mansur na Saudade FM. Eles teriam adquirido a 99,7 FM do Grupo Alvorada, de Minas Gerais. Durante seis meses, as duas emissoras transmitiriam a programação da Saudade, sucesso entre o público com mais de 30 anos de idade.

Já a frequência 102,9 Rádio Kiss estaria sendo  negociada por um grupo de empresários e isso deve ter um desfecho nesta terça. A conferir.

CBN/Santos encerra transmissão e equipe aguarda nova frequência

​Foto:Walmir Lopes

A informação foi publicada aqui no Blog Santos em Off no dia 18 passado e está confirmada. A Rádio CBN/ Santos encerra suas transmissões pelo 99,7 FM nesta terça-feira dia 31. Os 15 funcionários já fizeram o exame demissional. Agora, estão na expectativa de mudar para outra frequência em Santos.

A CBN/Santos pertence ao Grupo Alvorada, de Minas Gerais, muito forte financeiramente. Apesar disso, está interessado em negociar a frequência. Caso não consiga, já que os valores envolvidos  são altos, não está descartado trazer para Santos uma rádio com programação para o público adulto, com músicas a partir do anos 70. 

Inclusive existe uma Informação dando conta que uma rádio santista poderia adquirir a 99,7 FM e transmitir sua programação em duas frequências simultaneamente. Isso seria o paraíso, mas dificilmente vai sair negócio, pois as FMs estão passando sufoco com a economia estagnada.

Enquanto isso, a equipe que fazia a programação da 99,7 FM aguarda uma resposta para voltar a trabalhar.

PS de Vicente de Carvalho vive dias de hospital de guerra

​Reprodução

Que todas as cidades da Baixada Santista têm problemas com os serviços de saúde pública não há novidade nisso. Agora, quando a situação de um Pronto-Socorro  comparada à de um hospital de guerra, aí tudo fugiu do controle.

Valter Suman, apesar de ser médico e ter dado uma passada pelo PS de Vicente de Carvalho-anexo do Hospital Emílio Ribas- após sua eleição para prefeito de Guarujá, a unidade de saúde que atende boa parte da população carente de Vicente de Carvalho, mostra o caos no seu dia a dia.

O Blog Santos em Off apurou que além de viver superlotada, o PS apresenta sinais de abandono. Não tem médico para atendimento; o cheiro na unidade beira o insuportável; as pessoas são mal-atendidas na recepção, um serviço comparado ao prestado nas delegacias de polícia. O pior: se não tiver algum conhecimento lá dentro, o paciente vai ficar jogado até que alguém tenha boa vontade.

“Parece o hospital de guerra do Vietnã”, disse um rapaz que foi levar um parente pra ser atendido lá.A conferir.

A próxima jogada de um deputado federal da região

Reprodução

Passados dez dias da troca do diretor Antonio de Pádua por Hilário Gurjão, o ambiente voltou a ficar tenso pelos lados da Codesp. Rumores dão conta que tem gente de olho em outros cargos da diretoria da empresa. 

O clima de intranquilidade virou rotina, já que as trocas normalmente são pedidos políticos feitos em Brasília. O Blog Santos em Off apurou que o deputado federal Beto Mansur (PRB) não tem medido esforços para emplacar uma indicação na diretoria da Codesp.

Neogovernista e bastante impressionado com a competência de Michel Temer, Mansur sabe da importância de ter afilhados no comando do maior porto da América Latina. Na segunda-feira, acontece a reunião do Conselho de Administração da Codesp (Consad). A conferir.

O vereador socialista vai gritar ou lavar as mãos?

​Reprodução

Uma  ação do Ministério Público, provocada pela denúncia de um ex-vereador, fez Rivaldo Santos, Ouvidor Municipal, instaurar uma sindicância para apurar se um advogado, em plena atividade profissional, estaria exercendo um importante cargo de confiança dentro da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O caso existe há dois anos e a sindicância vai apurar “eventual conflito de interesses e /ou incompatibilidade entre o exercício de atividade privada de advocacia e o exercício em cargo de comissão e outros fatos”. A provável exoneração do causídico não abala em nada o bloco de apoio do prefeito Paulo Alexandre Barbosa. O cargo pertence ao PSB, mais precisamente ao vereador Benedito Furtado. 

Apesar de ser só mais um cargo dentre  outros que o PSB tem no Governo Tucano, ainda não se sabe qual será a reação de Furtado,  conhecido pelo temperamento explosivo. Vai gritar ou lavar as mãos? A sindicância tem 30 dias para apurar tudo. A conferir.