“Governo do Amor” de Paulo Alexandre Barbosa começa a separar os casais apaixonados da Prefeitura

apaixonado

Nesta quinta-feira, 30 de março, o Blog Santos em Off publica seu 100º post. Não dá para deixar passar sem registro essa marca. A ideia vem de muito tempo e num estalo resolvi colocar em prática em 3 de dezembro de 2016. A proposta é simples: tentar publicar o que muita gente ignora ou finge que ignora por interesse. Nesses 116 dias, temos 40,5 mil visualizações e 28 mil visitantes.

Para um Blog de informação, mesmo eu não sendo um especialista em mídias sociais, são números consideráveis. Agradeço aos que confiaram e confiam neste aprendiz de blogueiro. Aos amigos, minha gratidão. Eles são poucos, mas essenciais na luta e na vida. Aos desafetos, só posso dizer que pretendo seguir incomodando os que pensam que podem fazer tudo por aqui. Outra coisa: pode continuar lendo.

Para celebrar, vamos lembrar do “Governo do Amor”, administração do prefeito Paulo Alexandre Barbosa.  Barbosa deve passar para a história como o político que conseguiu reunir num único governo casais apaixonados, que além do sentimento, têm em em comum a competência profissional.  Será que existe a Nossa Senhora da Coincidência?

Oficialmente, existem ou melhor existiam, quatro casais conhecidos e que foram denunciados aqui em 10 de fevereiro. Um post que teve mais de 4,7 mil visualizações com o título:  “Cargos de Confiança e o Nepotismo na Prefeitura de Santos”

O “Governo do Amor” do Paulinho , à época, tinha pelo menos quatro ocupantes de cargo de confiança com suas mulheres contratadas pela Prefeitura. A Administração esperneou, disse que não era ilegal, mas também não negou o fato. A junção da competência com o sentimento teve início em janeiro deste ano. Dia 4 de janeiro, o Diário Oficial trouxe publicado a nomeação de Paula Abreu da Silva Leal para o cargo de Coordenador Administrativo  – Educação (símbolo C-2). Paula é casada com Thiago Marinho Leal, secretário adjunto da Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

wp-1486694368971.jpeg

No dia 9/1, na pagina 5, o DO trouxe a nomeação de Carolina Rodrigues Barbieri para o cargo Coordenadora de Vigilância  II (simbolo C-2). Carolina é casada com o Secretário de Comunicação, Luiz Dias Guimarães.  Em 24 de janeiro, também página 5, portaria nomeou Amanda Cruz Duarte Jordão como Coordenadora de Medicina do Trabalho (símbolo C-2). Ela é a  mulher do Secretário de Relações Institucionais e Cidadania, Flávio Jordão.

O advogado Gelásio Fernandes Ayres Júnior, diretor administrativo e financeiro da Cohab também tem companhia no serviço público santista. Sua mulher, Anielli Simões Fernandes, é assessora da diretoria da Prodesan.

MP

Usando as denúncias publicadas pelo Blog Santos em Off como referência, a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público entrou na história. Dia 3 de março,  instaurou inquéritos civis para apurar o nepotismo na Prefeitura de Santos. Solicitou informações sobre os comissionados e suas esposas.

amor

Numa rapidez impressionante, comparável a um “amor de verão”, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa separou três dos quatro casais no serviço público. Exonerou, a pedido, Amanda Cruz Duarte Jordão, Paula Abreu da Silva Leal e Carolina Rodrigues Barbieri. Parece que caneta deve atingir entre esta quinta ou sexta-feiras, Anielli Simões Fernandes, cônjuge do advogado Gelásio Fernandes Ayres Júnior, diretor administrativo e financeiro da Cohab.

O Blog Santos em Off obteve informações que, pelo menos, outros quatro comissionados ainda mantêm suas mulheres por perto na Administração Pública, já que a crise está aí para todo mundo. Caro leitor, esse prefeito de Santos é mesmo um fenômeno para encontrar casais competentes para atuar na Administração Pública. A conferir.

port1

port2

port3

 

12 comentários sobre ““Governo do Amor” de Paulo Alexandre Barbosa começa a separar os casais apaixonados da Prefeitura

  1. Claudio Moreno

    Isso não é nada , pior é o paulinho nomear com o cargo de assessor técnico c3($5.200,00 ) a camelô josefa bispo (carrinho da dilma) a pedido da própria irmã do prefeito porque eles frequentam esse carrinho de batidas no c3 e nada como tomar umas batidas na faixa…de areia?

  2. Roberto

    E os irmãos LEAL (Secretário de Turismo e o Adjunto cuja mulher foi exonerada), não caracterizam nepotismo? Um dos dois não deveria ser exonerado também?

  3. Roberto

    A nomeação da Josefa Nina Batista Bispo (que era Agente Cultural na SECULT) como Assessor Técnico III, Departamento de Fiscalização Empresarial e Atividades Viárias, não caracteriza Conflito de Interesses? Se ela tem carrinho na praia, como pode fiscalizar seus semelhantes?

  4. Custódio Martins Neto

    Esse alcaide virou piada… O pequeno burgomestre não dá uma a dentro… Tá doidinho até pra perder as futuras vagas de ADJUNTO que é o tapa buraco e me leva que eu vou do partido dele… O MP de olho nele e ele acreditando no taco do partido…

  5. José de França

    O Banco Mundial não renovou o empréstimo para a Santos Novos Tempos.
    Falta de prestação de contas da gestão Papa.

    O negócio de um banco é ganhar dinheiro emprestando dinheiro. Quando um banco não quer emprestar dinheiro é por que ele não tem confiança. Isso com a Prefeitura de Santos.

    Os alagamentos da Zona Noroeste continuam. A Nossa Sra. de Fátima continua alagando e prejudicando a vida das pessoas que precisam passar por ali. Como afeta ´´só´´ a entrada e a saída da ligação entre SP e Santos, é pouca gente afetada (modo ironia ligado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *