justica-620x450Reprodução

Vivemos  um momento onde os direitos dos trabalhadores são atacados todos os dias. Canalhas se aproveitando de uma instabilidade política para prejudicar quem produz algo nessa bagunça chamada de País. Em alguns momentos, penso que nem tudo está se perdendo, principalmente, quando a Justiça serve de apoio ou trincheira para quem busca sua ajuda.

Falo de Justiça isenta que não leva em consideração o poder político ou econômico de quem está em um dos lados da questão.

No fim da tarde de ontem, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa levou um passa-moleque. Influenciado pelos seus mentores políticos, que não conhecem nada melhor para resolver um conflito do que as famosas borrachadas, nosso prefeito “levou um couro”. O pior é que não reconheceu e partiu para a desinformação para confundir a população e os grevistas.

A Prefeitura pode até falar que ganhou algo, mas não tem vitória alguma. A greve é legal, não é abusiva. A Justiça determinou que o Sindicato dos Servidores Municipais (Sidserv) mantenha 40% do efetivo da Saúde trabalhando, pois é um serviço essencial. O Sindicato garante que isso vem acontecendo desde o primeiro dia de greve, 9 de março. Isso está sendo feito também nos serviços assistenciais que cuidam de população de rua, idosos e crianças e nos Naps. Outra coisa. Educação não é serviço essencial.

campanhaO Jurídico do Sindserv ressalta também que não serão descontados os dias parados nem haverá prejuízo na licença-prêmio, apesar da insistência da Prefeitura em informar isso, inclusive no Diário Oficial, que tem servido de panfleto para a administração. Uma pergunta: como descontar o ponto se a greve é legal e não abusiva?

Mesmo a Prefeitura tentando fazer terror para acabar com a greve, o Sindserv prevê o crescimento do movimento a partir desta quinta-feira. Os servidores se concentram a partir das 8 horas na Praça das Bandeiras, no Gonzaga. Às 19 horas, acontece a assembleia que deve rejeitar a proposta apresentada pela administração com abono de 5,35% em outubro e novembro e reposição apenas no salário de dezembro. A conferir.